So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Rússia congela fornecimento de mísseis S-300 ao Irão

A Rússia congelou a controversa venda de sofisticados mísseis S-300 ao Irão depois das sanções decretadas na quarta-feira pela Organização das Nações Unidas contra a República Islâmica, devido ao seu programa nuclear.

Em visita a Paris, o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, confirmou a decisão de Moscovo de congelar a entrega dos S-300 a Teerão, indicou a presidência francesa.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, felicitou Putin pela decisão, sublinhando que, no contexto actual, "fornecer mísseis ao Irão seria difícil de justificar", referiu, no Palácio do Eliseu após um encontro dos dois dirigentes.

Antes, uma fonte do Kremlin já tinha indicado que os S-300 estavam abrangidos pelas sanções e portanto este tipo de armamento não poderia ser fornecido ao Irão.

Depois de a ONU ter aprovado, na passada quarta-feira, uma resolução reforçando as sanções contra o Irão e proibindo em particular a venda a este país de armamento pesado, os responsáveis russos tinham feito várias declarações sobre a entrega há muito prevista dos S-300, um contracto que merecera críticas de Israel e do Ocidente.

"Vamos aplicar rigorosamente os critérios e as exigências da resolução da ONU", declarou o vice-ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergueï Riabkov.

Membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, a Rússia votou a favor das sanções, apesar do seu relacionamento com Teerão nos domínios económico e energético.

A Rússia e o Irão chegaram a acordo quanto à venda dos mísseis em 2007, mas Moscovo nunca chegou a fornecer as armas, alegando problemas técnicos, o que irritou Teerão.

JN

Sem comentários: