So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Jennifer Aniston eleita o melhor nu

A capa com a actriz Jennifer Aniston foi considerada a melhor na lista dos grandes nus da história da revista 'Rolling Stone'.

O nu mais sexy de uma capa da Rolling Stone é o de Jennifer Aniston, de acordo com a escolha da própria revista, um ícone da cultura popular americana nas últimas quatro décadas, com mais de mil edições já publicadas.

A capa mais sexy seria, assim, a do número 729 da revista, publicada em 7 de Março de 1996, onde a actriz da série Friends aparece deitada numa cama branca exibindo apreciável forma física.

Aniston ultrapassou outras famosas, como Christina Aguilera, Britney Spears ou mesmo Madonna. Apesar da linha invejável da actriz, a ex-mulher de Brad Pitt admitiu, recentemente, poder recorrer ao botox para controlar as rugas, mas que, por enquanto, nunca o fez, afirmando que, inevitavelmente, "elas contam uma história de vida, representam a percepção do presente através do passado".

Da lista das dez melhores capas fazem parte a edição n.º 1106, que corresponde à capa de 10 de Junho, em que figura o actor Russell Brand. O namorado de Katy Perry, que conquistou o segundo lugar, defende que a sua imagem é semelhante a um macaco a masturbar-se no jardim zoológico. Na terceira posição ficou a capa n.º 665, de Setembro de 1993 (ver foto acima), em que aparece a cantora Janet Jackson.

Os Red Hot Chili Peppers, fotografados nus para a capa do n.º 633 (de 25 de Junho de 1992) mereceram a menção em quarto lugar, logo antes de uma das mais famosas primeiras páginas da Rolling Stone: aquela em que aparecem John Lennon e Yoko Ono. Era a revista de 23 de Novembro de 1968. Nixon acabara de ser eleito Presidente dos Estados Unidos, ia acesa a guerra do Vietname e a contestação contra ela, os Beatles já tinham perdido a inocência do início dos anos 60.

Criada em 1967 em S. Francisco, a Roling Stone cedo se tornou parte do movimento mais geral em que se movia a juventude americana. Hoje é uma respeitável montra do melhor da cultura popular.

DN

Sem comentários: