So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Primeira Pagina parte 1

Quartel da GNR com apenas um homem

Em Pedrógão, no Alentejo há um quartel da GNR que apenas tem ao serviço um militar. É ele que dá as ordens e, depois, as cumpre. A situação não agrada à população que se queixa de «insegurança permanente».

As autoridades conhecem a situação e esta é uma consequência da decisão política do Ministério da Administração Interna de encerrar quartéis, com menos de 10 militares da GNR, em 2006, com base num relatório. Na prática, nenhum fechou.


TVi24

Ladrões roubam banco depois de escavar túnel de 30 metros

Cerca de 143 cofres foram encontrados vazios esta segunda-feira num banco de Buenos Aires, na Argentina, depois de um roubo multimilionário levado a cabo durante as festividades de passagem de ano. Para concretizar o assalto, os ladrões passaram por um túnel de 30 metros de extensão, escavados durante os últimos cinco meses.

«Só faltava terem pintado o muro, porem-lhe música ambiente e ar condicionado», disse esta terça-feira o especialista de segurança Héctor Muzzio citado pela AFP, sobre a escavação que permitiu o acesso aos pelos menos quatro autores do crime à sucursal do «Banco de la Provincia» na capital argentina, que se situa em plena zona comercial de um dos bairros daquela cidade.

O corredor subterrâneo partia de um local perto do banco, alugado com identidades falsas no passado mês de Julho.

Segundo a agência noticiosa, o roubo concretizou-se sem contratempos apesar de o alarme dos cofres do segundo maior banco da Argentina terem disparado três vezes durante o fim-de-semana, admitiram as autoridades locais.

Os ladrões chegaram mesmo a criar um sistema de ventilação e, para suavizar o ruído, forraram o túnel.

O roubo foi concluído esta segunda-feira pela manhã, antes da hora de abertura do banco, segundo mostras as câmaras de vigilância. Nos vídeos captados, os ladrões aparecem a carregar tranquilamente uma carrinha com um total de onze sacos de bens valiosos.

Centenas de pessoas acorreram esta terça-feira ao banco, pelo segundo dia consecutivo, para averiguar se estão entre os afectados pelo roubo, avançou a agência noticiosa.

Foi no passado dia 26 de Julho que o plano começou a ser posto em marcha, quando uma mulher com a identidade falsa de Cyntia Aguirre alugou um estabelecimento comercial, de onde construiu parcialmente o túnel sob o pretexto de que estava a fazer obras.

No entanto, Muzzio garante que um plano daquela dimensão deve ter demorado entre «dez meses a um ano» a ser concebido.

TVi24

Bióloga portuguesa descobre espécie de insectos sem olhos nem asas

Nova espécie de insectos descoberta por portuguesa (Lusa)
Uma nova espécie de insecto, sem olhos e sem asas, foi descoberta pela bióloga portuguesa Sofia Reboleira, em grutas do Algarve, que assim acrescenta uma nova ordem à fauna cavernícola nacional.

«Esta descoberta acrescenta uma nova ordem à fauna cavernícola portuguesa, uma vez que não se conhecia nenhum dipluro (insecto) exclusivamente cavernícola em Portugal», disse à agência Lusa a bióloga Sofia Reboleira.

Os dipluros pertencem a um grupo de insectos denominados apterigotas (sem asas) que são, segundo a bióloga «naturalmente desprovidos de olhos e vivem associados ao solo ou em cavidades».

A nova espécie, o primeiro dipluro troglóbio (adaptado exclusivamente à vida nas grutas) descoberto em Portugal, foi encontrada nas grutas do Algarve, no âmbito do doutoramento da bióloga, orientado por Fernando Gonçalves (do departamento de biologia da Universidade de Aveiro) e Pedro Oromí (da faculdade de Biologia da Universidade de La Laguna, em Tenerife, Espanha).

O insecto - descrito em revistas científicas com o especialista espanhol Alberto Sendra - chama-se Litocampa mendesi, mede pouco mais de três milímetros e deverá existir há vários milhões de anos, sendo «evolutivamente um precursor dos insectos actuais», explica Sofia Reboleira.

A descoberta torna esta espécie «o representante mais ocidental do género Litocampa na Europa, cuja espécie mais próxima se encontra nas grutas da Cantábria» sublinha.

Com esta aumentam para cinco as espécies já descobertas por Sofia Reboleira (três escaravelhos e um pseudoescorpião) durante o trabalho de campo realizado em grutas da Serra D¿Aires e Candeeiros, do Algarve e do Montejunto. O trabalho foi financiado pela Fundação Para a Ciência e Tecnologia da qual a bióloga é bolseira.

TVi24

Hominídeos enfrentaram tigres-dentes-de-sabre

Hominídeos enfrentaram tigres-dentes-de-sabre
Paleontólogos descobriram duas novas espécies destes felinos no mesmo local onde, em 2001, encontraram um crânio fóssil de hominídeo com sete milhões de anos 


Teriam o tamanho dos leões de hoje, mas não eram leões. Eram grandes felinos selvagens com dentes de sabre, e os seu fósseis mostram que pertenciam a duas espécies novas, que até hoje nunca tinham sido identificadas. Mas a sua descoberta, feita numa região do Chade, em África, chamada Toros Menalla, mostra acima de tudo que esses grandes felinos terão coexistido com os primeiros hominídeos, há cerca de sete milhões de anos.

A descoberta - e a sua interpretação - é de um grupo de paleontólogos franceses e do Chade que tem realizado escavações no local, no deserto do Djurab, naquele país africano.

Na revista Comptes Rendues Palevol, da Academia de Ciências francesa, a equipa coordenada por Louis de Bonis, da Universidade de Poitiers (França), relata a descoberta das duas novas espécies de felinos com dentes-de-sabre.

Aí relaciona também o seu achado com as características que existiam naquela região, há sete milhões de anos, e com as espécies que ali existiam, incluindo o hominídeo mais antigo que se conhece, e cujos restos fossilizados foram ali descobertos também no início desta década.
Um dos investigadores do grupo que agora relata o achado das duas novas espécies de felinos é Michel Brunet, também da universidade de Poitiers, que era o principal autor do artigo que em Julho de 2002 revelou ao mundo, na revista Nature, a descoberta do hominídeo mais antigo de sempre, encontrado em Toros Menalla.

Nesse artigo, os paleontólogos relatavam a descoberta e o estudo do crânio desse antepassado humano, que designaram Sahelanthropus tchadensis, mas que na gíria acabou por ser baptizado de Toumai. Na língua dos locais daquela região centro-africana, toumai significa "esperança de vida".

Com a descoberta de Toumai, afirmavam na altura os paleontólogos, a divergência entre os hominídeos e os outro primatas teria de ter acontecido mais cedo do que até então se pensava.

No entanto, a postura corporal característica deste hominídeo, e a questão de ele ser bípede ou não, acabaram por nunca ter uma resposta cabal, já que até hoje não se encontraram outros fósseis desse hominídeo.

Os investigadores continuaram mesmo assim a fazer escavações no local para tentar caracterizar as condições daquele habitat nessa época recuada e foi assim que acabaram por descobrir naquele mesmo local restos fossilizados de vários carnívoros, entre os quais as duas novas espécies de grandes felinos com dentes-de-sabre.

"Com os dados que temos não sabemos exactamente que interacções existiam entre um primata e um grande carnívoro, mas provavelmente não eram muito amigáveis", adiantou à BBC News um dos autores do artigo publicado na Comptes Rendues Palevol, Patrick Vignaud.

O mais certo é que por parte dos primatas da época, isto é, por parte de Toumai, a relação com os dentes-de-sabre fosse, muito simplesmente, de medo respeitoso, tal como em relação a outros carnívoros. Mas também é possível que dependessem dos seus restos de caça para se alimentar.

DN

Político filipino fotografa homem que o assassinou

A polícia filipina deteve um homem suspeito do assassinato de um político de Manila graças a uma fotografia tirada pela vítima pouco antes de ser atingida.

Reynaldo Dagsa, um conselheiro distrital de Manila, estava a tirar uma fotografia à família no dia de ano novo, quando tudo aconteceu. «O assassino apareceu e ele inadvertidamente tirou a fotografia ao homicida com a arma apontada», explicou o chefe da polícia local Jude Santos, citado pela AFP.

A fotografia, onde aparecem três familiares de Dagsa a posar, um homem a passar e outro a apontar-lhe uma arma, atrás de um automóvel, foi divulgada na primeira página de um jornal de grande circulação filipino.

A imagem permitiu à polícia chegar aos suspeitos, detendo o presumível assassino e o outro indivíduo que aparece na fotografia, considerado seu cúmplice.

O político, conhecido pela luta contra a criminalidade em Manila, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

TVi24

Gémeos nascem em anos diferentes

O caso insólito aconteceu nos Estados Unidos. O primeiro bebé nasceu nos últimos minutos de 2010 e o segundo nasceu já nos primeiros minutos de 2011. O parto aconteceu um mês antes do previsto, por cesariana e os pais, confessam, que não estavam à espera de uma «situação assim».

TVi24

Casa da Boneca fechou as portas

Image
A Casa da Boneca, um dos estabelecimentos comerciais mais antigos de Viseu, fechou as portas, não só devido à crise, mas também pelo cansaço dos proprietários

Não deverá haver viseense que não conheça a Casa da Boneca. Situada há mais de 130 anos na Praça D. Duarte, no Centro Histórico, trata-se de uma das casas comerciais mais antigas da cidade e onde ao longo de várias décadas se vendeu todo o tipo de brinquedos. 

Na memória de muitos estão os dias de época de Natal em que era quase impossível andar dentro da loja devido ao elevado número de clientes. Não deverá haver criança em Viseu que não tenha recebido uma prenda da Casa da Boneca, tendo em conta que alturas houve em que os actuais proprietários assinalavam o Dia da Criança com a oferta de uma boneca ou de um peluche a cada aluno das escolas do concelho. No entanto, a idade dos comerciantes e a mudança de hábitos nas compras ditaram o fim do estabelecimento. 

"Tudo o que é bom acaba", explica Maria Odete Nascimento enquanto olha para as prateleiras vazias, onde até há três anos se amontoavam brinquedos. O marido, João Nascimento, colocou na montra um cartaz em que agradece todo o carinho que receberam ao longo dos anos por parte dos clientes, que em muitos casos se transformaram em amigos.  "Achámos que está na altura de dar descanso à cabeça e de deixar de pensar todos os dias no negócio, que também está cada vez mais difícil", explica João Nascimento ao mesmo tempo que vai percorrendo o interior da loja, onde já só há uma caixa com brinquedos "para oferecer". 

"Chegava a haver alturas em que era quase impossível andar dentro da loja", sublinha Maria Odete Nascimento, ao mesmo tempo que mostra fotografias dos tempos em que era preciso a família toda a ajudar, porque não havia mãos a medir, tantas eram as solicitações, numa altura em que não havia hipermercados nem centros comerciais. "Lembro-me de um Dia da Criança em que foi necessário cortar o trânsito, para que as jovens pudessem andar à vontade na Praça", diz a comerciante ao mesmo tempo que mostra fotografias de concursos de Lego, realizados na loja. 

Ao longo das mais de três décadas, o casal assistiu a muitas mudanças, a começar pelo nome da Praça D. Duarte, que se chamava Praça de Camões. Viram os comerciantes da feira semanal trocarem aquela Praça pelo recinto junto ao rio Pavia, assistiram às obras de requalificação de todo o Centro Histórico, testemunharam a abertura e o encerramento de muitas lojas, e também à mudança dos hábitos de consumo. "Até eu preferia fazer compras num centro comercial, onde os miúdos podem andar à vontade, a temperatura é sempre boa e o estacionamento não está longe", admite João Nascimento. No dia 5 de Janeiro, Paulo de Carvalho vai estar em Viseu para actuar no Concerto de Reis, com a Filarmonia das Beiras. 

O cantor deverá passar também pela Praça D. Duarte já que faz questão de visitar o casal de comerciantes sempre que está na cidade. Mas este é apenas um dos "clientes" famosos que passaram pela Casa da Boneca. Foi das mãos de João e Maria Odete Nascimento que o antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, na altura em campanha, recebeu um coelho com uma cenoura. "Ele percebeu logo que a brincadeira se devia à cor do cabelo dele", lembra Maria Odete Nascimento, ao mesmo tempo que recorda passagens pela loja de Mário Soares, D. Duarte Pio e o antigo ministro Mota Pinto, entre outros. A possibilidade de um dos cinco filhos tomar conta do negócio está fora de questão, porque cada um tem a sua vida. No entanto, esperam que o próximo proprietário da loja mantenha, pelo menos o nome. "A Casa da Boneca foi inicialmente uma loja de tecidos, mas tinha uma boneca na montra, daí o nome. A tradição poderá ser mantida", acredita João Nascimento.

DV

Peixe e gato são «grandes amigos»

Um gato e um peixe, «Kaiser» e «Fishy», animais habitualmente inimigos, dão novo sentido à palavra «amizade» e parecem não viver um sem o outro. Ambos pertencem ao mesmo dono, residente em Newcastle, no Reino Unido, James Armstrong. A notícia insólita é avançada pelo jornal britânico «Daily Mail».

«Kaiser», de quatro anos, visita regularmente o seu amigo «Fishy» no aquário e parece trocar mimos com este. O pequeno peixe nunca mostra medo e aproxima-se sempre para receber o felino.

Veja aqui uma imagem dos amigos

TVi24 

link externo

Chuva de pássaros sobre localidade norte-americana por explicar

As autoridades norte-americanas estão a tentar encontrar a chave para resolver um estranho mistério que se abateu, literalmente, sobre Beebe, no estado do Arkansas.

Entre quatro e cinco mil aves caíram do céu na localidade, situada a pouco mais de meia centena de quilómetros a nordeste de Little Rock, capital do estado, na noite de passagem de ano.

No dia 3 de janeiro foram realizados exames às aves para tentar determinar o que esteve na origem deste fenómeno.

Uma ornitóloga que faz parte da comissão que vai estudar o caso, Karwen Rowe, disse, citada pela CNN, que este tipo de situações são mais frequentes do que se possa pensar e que muitas vezes são causados por relâmpagos.

Esta última hipótese poderá ser uma possibilidade razoável, uma vez que nesse dia foi registada uma forte tempestade no Arkansas, contudo, outros responsáveis que apontam para o fogo-de-artifício dessa noite.

Mas, mais do que estas especulações, deverá trazer luz sobre esta «chuva» de pássaros negros os exames que vão ser realizados nos laboratórios especializados do estado do Wisconsin para onde foram enviadas algumas aves.

TVi24

Primeira Pagina parte 2

Descoberto 1.º planeta rochoso fora do sistema solar

A NASA colocou no seu site oficial uma gravura a ilustrar o 
Kepler-10b.
A NASA, agência espacial norte-americana, anunciou a descoberta do primeiro planeta rochoso fora do sistema solar, do tamanho quase da Terra, graças à ajuda da sonda espacial Kepler. 


Em órbita à volta de uma estrela a uma distância que não lhe permite ser habitado, este exoplaneta, baptizado de Kepler-10b, é o primeiro que é rochoso em cerca de 500 descobertas fora do sistema solar desde 1995, sendo os anteriores essencialmente gasosos.

O Kepler-10b é também o planeta cujo tamanho mais se aproxima do da Terra, com um diâmetro 1,4 vezes maior, precisaram os astrónomos da missão Kepler. O Kepler-10b está a cerca de 560 anos-luz da Terra, sendo que um ano-luz equivale a 9.460 mil milhões de quilómetros.

"A descoberta do Kepler 10-b é uma etapa importante na procura de planetas irmãos da Terra", afirmou, em comunicado, Douglas Hudgins, um cientista do programa Kepler, da NASA, citado pela agência AFP.

DN

Já se fazia vinho há seis mil anos

Uma unidade de produção de vinho com 6.100 anos, a mais antiga de que há memória, foi descoberta numa gruta na Arménia, anunciou uma equipa internacional de arqueólogos, citada pela AFP, escreve a Lusa.

Antes desta descoberta, os vestígios de equipamento de produção vinicula datavam de há 5.000 anos.

«Pela primeira vez, temos uma imagem arqueológica completa de uma produção de vinho com 6.100 anos de idade», congratulou-se Gregory Areshian, responsável pelas escavações e director adjunto do Instituto de Arqueologia Cotsen na Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

TVi24

Insólito no Brasil: penalty entrou, furou a rede e...não valeu!

Ilusão de óptica. Melhor, uma tremenda ilusão de óptica. Só assim se pode explicar o que aconteceu ao árbitro brasileiro António Ulysses, que dirigia um jogo entre o Grémio de Porto Alegre e o Marilia, num torneio de pré-temporada para equipas juniores.

O erro não teve influência no resultado, registe-se. O Grémio venceu por 6-0 e Emerson, só à sua conta, apontou quatro golos. Mas poderiam ter sido cinco.



TVi24

Super-herói combate crime nas ruas de Seattle

Um super-herói da vida real está a provocar furor nas ruas de Seattle, nos Estados Unidos, com o combate feroz que faz ao crime e aos criminosos. Com collants justos, máscara e um fato de lycra preto e dourado, Phoenix Jones, não dá tréguas aos bandidos.

Phoenix Jones está ainda equipado, avança a Skynews, com um colete à prova de bala e anda armado uma arma taser (de atordoamento) e gás lacrimogéneo. Phoenix diz que quando entra em cena, os criminosos fogem e têm medo de o enfrentar.

A história de Phoenix é em muitos pormenores (mais ainda!) semelhante às dos super-heróis da banda desenhada: todas as noites, ele entra numa loja de livros aos quadradinhos e, num compartimento secreto, troca a roupa de cidadão normal pelo fato preto e dourado de super-herói.

Um dos casos «resolvidos» por Phoenix foi o de Dan (ver vídeo abaixo). Quando voltava para o parque de estacionamento, deparou-se com um homem a tentar arrombar-lhe o carro com um pé-de-cabra. Tentou ligar para a polícia, mas antes que conseguisse estabelecer a ligação, o herói já tinha domado o suposto ladrão.

Phoenix é apenas um exemplo de um autêntico movimento nas ruas de Seattle. Há oito outros membros do grupo chamado Rain City, que também andam pelas ruas, vestidos a rigor, a vigiar criminosos.

E a vida de super-herói não é fácil: em nove meses, já foi esfaqueado e ameaçado com uma arma várias vezes, mas sempre incidentes sem gravidade. 




TVi24

Arábia Saudita julga abutre por espionagem

Um abutre está a ser julgado (isso mesmo, um abutre¿) por espionagem, na Arábia Saudita, e pode ser condenado à morte. O animal foi capturado em território árabe, com um GPS e uma identificação da Universidade de Telavive.

O animal é agora acusado de «trabalhar» para a Mossad, a secreta israelita. O Governo israelita já veio garantir que o abutre fazia parte de uma investigação sobre os hábitos destas aves, que está a ser desenvolvida pela Universidade de Telavive, e diz-se «chocado» com as acusações dirigidas ao bicho.

O jornal israelita «Haaretz», citado pelas agências noticiosas internacionais, dizem que a suspeita ganhou força nas redes sociais na internet e na imprensa local. Milhares de mensagens em árabe, difundidas através destes meios, falavam de uma «ameaça sionista».

TVi24

Pais deixaram bebé no carrinho de compras para ir roubar

Uma bebé de nove meses foi deixada num carrinho de compras num espaço comercial de grande superfície da empresa Wal-Mart em Louiseville, EUA, enquanto os seus pais roubavam artigos num valor total de 1300 dólares (cerca de 986 euros).

De acordo com a estação televisiva local «WBKO», os pais da criança, Amy Kapetanious e Daniel Shelton, foram apanhados em flagrante a esconder artigos da loja no saco das fraldas da criança e na carteira da mãe.

Quando abordados pelo segurança da loja, o casal fugiu sem pagar pelos itens roubados e sem a filha de 9 meses.

Fontes policiais citadas pela «WBKO» dizem que o casal voltou a tentar entrar no estabelecimento comercial para buscar a bebé, mas foram detidos.

TVi24

Temperaturas subiram em Portugal, em 2010

Os valores médios das temperaturas máxima e mínima foram superiores aos normais durante o ano de 2010, segundo o relatório anual do clima, que tem como base os últimos 29 anos e que foi divulgado pelo Instituto de Meteorologia (IM), escreve a Lusa

«No continente, durante o ano de 2010, os valores médios das temperaturas máxima e mínima do ar foram superiores aos valores normais [registados entre] 1971-2000, em 0.33 graus Celsius e 0.14º, respectivamente», pode-se ler no documento que avalia as alterações registadas em Portugal e no mundo ao nível das temperaturas, e que foi publicado no "site" do IM.

Ainda de acordo com o relatório, durante o ano que passou, os meses mais frios (Janeiro, Fevereiro, Março, Outubro, Novembro e Dezembro) «registaram anomalias negativas da temperatura máxima, média e mínima do ar», sucedendo o inverso na época mais quente (Abril a Setembro), período em que houve «anomalias positivas», relativamente aos valores normais mensais registados no período entre 1971 e 2000.

O estudo revela ainda que no arquipélago da Madeira, o Funchal registou valores médios anuais da temperatura máxima, média e mínima do ar superiores aos das normais verificadas entre 1971 e 2000, «com anomalias de 0.84º, 1.17º e 1.50º, respectivamente».

«De salientar o número elevado de noites tropicais (com a temperatura mínima do ar superior a 20º), superior ao valor médio (1971-2000), nos meses de Julho, Agosto e Setembro», acrescenta o documento.

Nos Açores, por outro lado, os valores médios anuais da temperatura mínima e média do ar foram superiores aos normais em 0.92º e 0.39º, ainda que «o da temperatura máxima tenha sido ligeiramente inferior», refere o relatório do clima, referindo um decréscimo de 0.14º.

Relativamente à precipitação, o ano de 2010 é classificado como sendo «o mais chuvoso da última década», com 1063mm, valor que supera em 20 por cento o que foi registado entre 1971-2000, com Março a marcar o terceiro valor mais alto de precipitação dos últimos 30 anos.

Ainda sobre a precipitação, o documento destaca que no Funchal foi registado um total de precipitação anual de 1469 mm, que é «muito superior ao valor normal entre 1971 e 2000», sendo ainda «o maior valor anual ocorrido naquele ponto desde 1865».

«Para este valor tão elevado contribuíram os valores de precipitação ocorridos no mês de Fevereiro, com 458.7mm (quase seis vezes o valor médio)», justifica o documento.

No Arquipélago dos Açores, Ponta Delgada registou um total de precipitação anual (1476 mm), também muito superior ao valor normal, que era de 504 mm.

No capítulo referente ao clima mundial, o relatório indica que o ano de 2010 deverá ficar entre os três mais quentes desde 1850, altura que marca o «início dos registos climáticos consolidados, de acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM)».

Segundo o mesmo documento, o aquecimento «foi muito significativo em África e em algumas regiões da Ásia e do Ártico», com as subregiões do Sara/Arábia, África Oriental, Ásia Central e Gronelândia/ Norte do Canadá (Árctico) a registaram temperaturas 1,2 a 1,4º acima do valor médio, no período entre 2001 e 2010.

«Apesar de 2010 se registar como um dos anos mais quentes, há regiões em que se observaram valores de temperatura média do ar abaixo da normal», refere ainda o relatório, referindo-se à Sibéria Ocidental e Central (na Rússia), regiões do sudoeste da América do Sul, o interior da Austrália, Europa do Norte e Ocidental, Leste da China e o sudeste dos Estados Unidos.

«Devido principalmente a estas temperaturas muito baixas observadas no Inverno, muito abaixo dos valores médios, [2010] foi mesmo o ano mais frio, desde 1996 no Norte da Europa, e desde 1998 na região norte da Ásia», conclui o documento.

TVi24

A odisseia atlântica da maior tartaruga do mundo

A odisseia atlântica da maior tartaruga do mundo
Vinte e cinco tartarugas-de-couro foram seguidas via satélite durante cinco anos pelos biólogos da Universidade de Exeter, do Reino Unido. 

Resultado: a maior tartaruga do mundo atravessa todo o Atlântico até às costas da América do Sul ou às águas geladas do Sul antes de regressar a África para se reproduzir. São várias as odisseias de mais de 16 mil quilómetros ao longo de 50 anos de vida.


Além de ser a que atinge maiores dimensões - até dois metros de comprimento e 900 quilos de peso -, a tartaruga-de-couro é também aquela que mais longe viaja e que efectua mergulhos mais profundos.
Figura entre as tartarugas mais antigas do planeta e viaja constantemente entre as costas de África, onde se reproduz, e a América do Sul, onde se alimenta. Os cientistas descobriram várias rotas escolhidas pelas tartarugas-de-couro: uma linha directa entre os dois continentes, a outra centrada numa zona circular do oceano entre África e o Brasil e outra em que os animais de mantêm ao longo da costa africana chegam a ir além do Cabo da Boa Esperança.

O The Guardian dá grande destaque ao estudo publicado na revista Proceedings of the Royal Society B e que descreve odisseia marinha desta tartaruga. Tika, um dos animais acompanhados pelos cientistas, começou a sua viagem a 2 de Fevereiro de 2009, no Gabão. Durante seis meses, atravessou o Atlântico Sul, cumprindo uma rota de 8000 quilómetros. Nesta altura alimenta-se nas costas brasileiras e em Março do próximo ano deverá iniciar nova odisseia marítima, para regressar às areias do parque nacional Mayumba, no Gabão, para se reproduzir.

"Ninguém tinha até agora noção exacta acerca da viagem que estas tartarugas fazem no Atlântico Sul"" realça Matthew Witt, um dos investigadores, vincando que este animal corre riscos por passar por zonas de alta intensidade piscatória.

 DN

Os comedores de formigas gigantes no Brasil

Os comedores de formigas gigantes no Brasil (VÍDEOS)
Chama-se içá, é a fémea da formiga saúva e uma iguaria culinária da cultura popular do Brasil. Os comedores de içás correm agora o risco de ver esta especialidade tornar-se numa raridade devido aos pesticidas.


Durante gerações, estas formigas foram comidas pelos indígenas como substitutos das proteínas do peixe ou da carne, aproveitando a época das chuvas na qual as formigas saem dos seus ninhos para criarem novas colónias. Actualmente, a cidade de Silveiras, a cerca de 300 km de São Paulo, é um local de romaria para os apreciadores desta iguaria pelos seus efeitos afrodisíacos e como fonte de antibióticos naturais.

O The New York Times destaca os riscos de esta tradição desaparecer, devido à urbanização, ao uso de pesticidas e às plantações de eucalipto, que têm substituído as plantações de café e a produção de gado.

Silveiras nunca tentou usar as formigas como produto exportador, mas na Colômbia este insecto, conhecido como "hormigas culonas" (formigas de rabo grande) são vendidas para países como a França e o Reino Unido, onde são comidas com chocolate.

VEJA AQUI o vídeo do The New York Times






DN