So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sábado, 9 de maio de 2009

"Menos preocupado"


O director-geral de Saúde, Francisco George, disse estar "menos preocupado" com a gripe A H1N1, realçando que "tudo indica que a virulência do vírus não é particularmente perigosa".


Francisco George enalteceu, também, "a rapidez com que os dispositivos foram accionados", designadamente em Portugal, para enfrentar a nova estirpe de gripe que surgiu no México, em Abril, afectando agora países de vários continentes.


"Estamos bem preparados no que respeita às respostas a dar", acrescentou.


O director-geral de Saúde falava aos jornalistas, em Coimbra, onde presidiu à última conferência do congresso "Pandemias na era da globalização", apresentada por Pedro Lopes, administrador dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC).


Presidido pelo catedrático António Meliço-Silvestre, o congresso foi organizado pelo Serviço de Doenças Infecciosas dos HUC.


Segundo Francisco George, "há sinais de que a infecção, na maioria dos casos, evolui de forma benigna", incluindo em Portugal.


O director-geral de Saúde disse que falou esta manhã ao telefone com o seu homólogo de Espanha, coordenador do plano nacional de contingência contra a gripe A H1N1.


Em Espanha, estão confirmados 93 casos, mas "não há áreas afectadas, com transmissão em cadeia do vírus à comunidade".


"Não há em Portugal uma situação de risco acrescido" devido à proximidade de Espanha, assegurou.


Francisco George adiantou, no entanto, que "o nível de atenção é o mesmo" e que "todos os dispositivos estão activados".


Em Portugal, disse, está confirmado um caso de gripe A H1N1, enquanto em todo o mundo foram detectados 3.285, verificando-se "uma taxa de letalidade de 1,3 por cento".


Salientou que, na Europa, não foi registado até ao momento qualquer caso de morte devido a esta gripe.


Vote nas sondagens que ainda nao fecharam

Qual e a cidade mais perigosa


Viseu
14 (18.18%)
Lamego
12 (15.58%)
Tondela
14 (18.18%)
Santa Comba Dao
12 (15.58%)
Tarouca
12 (15.58%)
Mangualde
13 (16.9%)

Vote on this poll
Votes so far: 77
Days left to vote: 141


O aquecimento do Planeta Terra


sera a nossa culpa
5 (20%)
sera ciclo climatico
20 (80%)

Vote on this poll
Votes so far: 25
Days left to vote: 141


Do you recycle your food waste?


Yes I have a wormery
1 (3%)
Yes, I use a compost bin
1 (3%)
Yes, I have a food waste collection service
0 (0%)
No
24 (92%)

Vote on this poll
Votes so far: 26
Days left to vote: 141

Zonas Industriais e a mais ...

O publico votou que Viseu precisa de mais Zonas Industriais que teve mais um voto.

Diga o que a Beira Alta e Douro Sul merece para os proximo 5 anos?
Selection
Mais Autoestradas 83 votes
Mais Zonas Industriais 84 votes
Mais aposta nas zonas Termais 83 votes
Espacos de Lazer 83 votes
Universidade Publica 83 votes
Ligacoes Aerias 83 votes
189 voters
pollcode.com free polls

Regionalizacao sondagem final...

72% do publico diz nao a Regionalizacao.

REGIONALIZACAO - Qual e a sua opiniao
Selection
Votes
CONCORDO 13%9
NAO CONCORDO 72%48
NAO SEI 15%10
67 votes total
pollcode.com free polls

O publico disse que...

Com 82 votos o publico concordou que Dom Afonso Henriques o 1* Rei de Portugal Nasceu em Viseu e nao em Guimaraes.

Aonde Nasceu D. Afonso Henriques
Selection
Viseu 82 votes
Guimaraes 24 votes
Coimbra 5 votes
Lisboa 5 votes
101 voters
pollcode.com free polls
Agradeco a todos os leitores do Viseu Cidade Viriato por terem participado nesta sondagem.

Sondagem para as Eleicoes Camararias

Quem vai ganhar as eleicoes Autarticas em Viseu
Selection
Votes
PSD 74%42
PS 5%3
CDS 14%8
CDU 2%1
BLOCO DE ESQUERDA 5%3
OUTROS 0%0
57 votes total

O que acha do novo Terreiro do Paco em Lisboa?


Os carros vão «desaparecer» do Terreiro do Paço. O novo projecto de requalificação vai reduzir a circulação automóvel que actualmente é de 40 por cento, mas vai passar a ser de 11 por cento, segundo o projecto apresentado esta sexta-feira pelo arquitecto responsável.

«Quarenta por cento da área da praça é destinada à circulação automóvel. O objectivo é reduzir drasticamente esta opção», assumiu, à agência Lusa, o arquitecto Bruno Soares, referindo que o tráfego não deverá tomar mais do que 11 por cento do espaço.


Esta concepção de mobilidade no Terreiro do Paço vai ao encontro do plano elaborado pela autarquia lisboeta e que foi recentemente submetido a discussão pública.


A placa central do Terreiro do Paço será alargada, as vias laterais serão interditas ao trânsito, os passeios junto às arcadas alargados e o pavimento assumirá um tom amarelado.


O trânsito frente ao rio fazer-se-á apenas com uma faixa de rodagem e na rua paralela ao arco da Rua Augusta será reservado a transportes públicos, mantendo-se as paragens de eléctrico existentes.

Se e virgem adira...


Margarida Menezes de 26 anos é virgem e sonha com um príncipe encantado. Menezes fundou a 13 de Janeiro de 2008 o «Clube das Virgens», mas até ser recentemente mediatizado por revistas, jornais e televisões não tinha sócios. «Tentei angariar raparigas virgens para o Clube, mas as que me responderam disseram que já não eram. Cheguei a desistir da ideia porque não aparecia nenhuma», explica a Margarida. Agora já tem 15 membros e recebe muitos e-mails de raparigas e rapazes que compreendem e aplaudem a posição, mas também lhe chegam mensagens de pessoas que não acreditam na virgindade que dizem ser uma estratégia para atingir a fama.

Margarida recebe mensagens de mães que querem apresentar os filhos


Com a recente exposição mediática, Menezes revela que até recebe pedidos de mães que gostariam de apresentar os seus filhos e que a consideram como a «nora ideal». «As pessoas mais antigas preferem uma rapariga virgem para o filho do que uma rapariga que já teve vários namorados, porque ainda têm aquela ideia do antigo que era assim que devia ser». Algumas mães até descrevem que os «rebentos» têm as características que a Margarida procura e que gostaram muito de a ver na televisão. «As mães deles escrevem a dar o número de telefone e e-mail dos filhos. Dizem que eles são tímidos e que se conversasse com o filho talvez encontrasse a pessoa que estou à procura», revela Margarida acrescentado ainda que acha «engraçado os mails».


Mas como será o príncipe encantado de Margarida?


De acordo com a própria, e após muitos anos de idealizações, teria de ter até 30 anos e ser mais alto que ela, para poder usar sapatos altos, o que daria cerca de 1,80m de altura. Os olhos deveriam ser claros, não importa se azuis ou verdes, mas teriam de ser «intensos». O aspecto do sorriso também não escapa, visto que os dentes têm de ser direitos e branquinhos. «Eu ligo muito à maneira da pessoa olhar, da expressão do rosto e de um sorriso bonito», afirma.


Um «corpo Danone» bem cuidado é outra das exigências juntamente com a qualidade de bom dançarino. Margarida chega mesmo a descrever a cena final do filme «Dança Comigo» com Patrick Swayze, onde o actor que também é bailarino dança com a namorada ao som da música «Time of my life». «Quando ia aos bailaricos ficava sentada a imaginar o Patrick Swayze a entrar pela porta para me pegar para dançar. Agora está velhinho, mas eu olhava para ele e delirava. Eu ainda tenho a cena final no meu computador. É excelente», revela Margarida.


Quanto às características, o príncipe encantado deve ser romântico, deve saber escrever poemas, ser comunicativo e divertido. A tudo isto deve ainda juntar a atracção, um «clique inicial». Já o encontro perfeito seria um passeio na praia. «Eu gosto muito de olhar o mar, de ficar ali só de mão dada a passear na areia», diz a fundadora do «Clube das Virgens».


A fundadora do Clube das Virgens à espera de um sinal


A exposição da virgindade começou por um convite que recebeu no blogue para participar num congresso que ia abordar o tema «desejo». Desde que «falei a 27 e 28 de Abril fui entrevistada por vários órgão de comunicação social» e muitas notícias foram publicadas sobre o tema. Apesar das várias opiniões, Margarida não desiste de encontrar o seu parceiro ideal. «Por vezes fico à espera de um sinal, olho para a esquerda para a direita». Um príncipe encantado que pode aparecer quando menos se espera.

EUA com mais casos que o México...

No dia em que o Canadá confirmou a primeira morte de uma pessoas infectada com o vírus H1N1 da gripe A, os EUA passaram à frente do México no número de casos de infecção confirmados. Chegaram ontem aos 1639, segundo as autoridades americanas, o dobro do dia anterior, isto quando o México apontava 1319.


Mas esta duplicação reflecte apenas "uma melhor despistagem", segundo os centros de Controlo e Prevenção de Doenças, que esperam um aumento de casos confirmados e de mortes. Para já, são duas - uma criança mexicana e um mulher de 30 anos. No mesmo sentido, o presidente Obama avisou, ontem, que o país ainda não estava a salvo, apesar da aparente benignidade do vírus, e que continua a ser necessária prevenção.


Quanto ao óbito no Canadá, trata--se de uma mulher de cerca de 30 anos, que não esteve no México e cuja morte, no dia 28, fora inicialmente atribuída a causas pré-existentes. O facto de ter contactado com um pessoa infectada levou as autoridades a fazer análises e a confirmar a presença de H1N1, cujo papel no óbito "não é claro".


No México, o facto de não haver mortes desde o dia 4 encoraja a tese de a que a epidemia está a esmorecer. O aumento dos casos confirmados resulta, dizem as autoridades, do avanço das análises, sendo o pico da epidemia apontado para 26 de Abril. Constatação que permitiu ao país retomar lentamente a vida normal: só ainda não reabriram as escolas primárias. Insistindo na necessidade de manter as medidas de prevenção (máscaras e desinfecção de mãos), as autoridades continuam a denunciar a discriminação a que o México tem sido votado.


sexta-feira, 8 de maio de 2009

Atinge 2385 e faz 45 mortos


O vírus H1N1 da gripe A já atingiu 2 385 pessoas em 25 países e causou 45 mortos, referiu esta sexta-feira o último balanço da Organização Mundial de Saúde (OMS), refere a «AFP».

O balanço anterior, apresentado quinta-feira, dava conta de 2 371 casos da doença em todo o mundo.


Estados Unidos e México, onde foi detectado o foco inicial da doença, são os países mais afectados pela epidemia e os únicos onde foram registados casos mortais.


O novo balanço da OMS referiu a identificação de 13 novos casos confirmados no Canadá.


Casos confirmados pela OMS:


México: 1 112 casos (42 vítimas mortais).


Estados Unidos: 896 casos (duas vítimas mortais).


Canadá: 214 casos (uma vítima mortal)


Espanha: 81 casos.


Reino Unidos: 32 casos.


Alemanha: Dez casos.


Israel: Seis casos.


Nova Zelândia: Cinco casos.


Itália: Cinco casos.


França: Cinco casos.


Coreia do Sul: Três casos.


Salvador: Dois casos.


Holanda: Dois casos.


Áustria: Um caso.


Dinamarca: Um caso.


Portugal: Um caso.


Suíça: Um caso.


China: Um caso em Hong Kong.


Costa Rica: Um caso.


Irlanda: Um caso.


Colômbia: Um caso.


Guatemala: Um caso.


Suécia: Um caso.


Polónia: Um caso.


Panamá: um caso.

Pode provocar 75 mil mortos em Portugal...


Catedrático de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa diz que epidemia é possível se não for criada uma vacina até ao Inverno.


O director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical, Jorge Torgal, considerou que se houver uma verdadeira epidemia da gripe A em Portugal poderão registar-se "dois a três milhões de infectados e 75 mil mortos".


O catedrático de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa avança com estes números na base de que a epidemia se desenvolva sem que até ao Inverno seja criada uma vacina contra o vírus.


Jorge Torgal, que falava no 3º Congresso sobre "Pandemias na era da globalização", a decorrer até sábado em Coimbra, considera estas "previsões optimistas".


"Se houver uma epidemia e não for criada uma vacina até Outubro, Novembro, a previsão mais optimista é que haverá em Portugal dois a três milhões de pessoas com gripe, o que significa que serão 75 mil pessoas a perder a vida", afirmou.


O especialista sublinha que no ano passado só a gripe sazonal provocou em Portugal "um acréscimo de mortalidade de 1.961 casos, número muito acima do normal" e para o qual não há, até ao momento, explicações.


"Foi nas barbas de todos nós e ninguém se apercebeu nem houve nenhum alarme das autoridades de saúde", observou.


Referindo-se à gripe A, o médico de saúde pública considerou que "Espanha, aqui ao lado, onde quinta-feira havia 57 casos confirmados, dos quais quatro transmitidos no país, é uma fonte de preocupação, um risco grande" para Portugal.


Jorge Torgal alerta que, caso a epidemia se desenvolva, a sociedade portuguesa deve preparar-se logisticamente para uma alteração do quotidiano.


"Quem tem de se preparar de facto são as forças vivas da sociedade civil, para que os cidadãos compreendam como se podem defender pessoalmente", sustentou, em declarações à Lusa.


O médico, que abordou o tema "Pandemias na era da globalização", fala "numa modificação quotidiana da sociedade, uma preparação logística que deve ser feita, um caminho de consciencialização".


Refere, a propósito, que, "se há crianças que têm de estar em casa porque as escolas fecham, os pais não podem ir trabalhar".


"As pessoas foram a correr comprar máscaras e Tamiflu, mas se houver uma epidemia provavelmente o mais razoável é não saírem de casa durante duas semanas", advertiu, questionando quem terá mantimentos para tal.


Jorge Torgal esclarece que "não está a defender que as pessoas devem, nesta fase, fazer um armazenamento (de mantimentos) para duas semanas" mas que "se souberem a tempo que é mais seguro para a sua saúde ficar em casa, provavelmente terão meia dúzia de cebolas em vez de ir todos os dias à mercearia comprar uma".


Estudos estão prontos...

A secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, disse que o governo português tem os estudos prontos para avançar com um calendário para a construção do TGV entre Aveiro e Salamanca.


Ana Paula Vitorino, que falava em Aveiro no encerramento do III Encontro Luso-Espanhol de Logística, respondia à urgência manifestada pelo conselheiro de Fomento do governo autonómico de Castela e Leão, António Silvan, que defendeu a prioridade às infra-estruturas comuns de transporte para contrariar a posição periférica a que foram remetidos o Norte e Centro de Portugal e aquela região espanhola, após o alargamento da União Europeia.


A secretária de Estado salientou a comunhão de posições na reunião havida entre o presidente da Junta de Castela e Leão com o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Mário Lino, que anunciou a intenção do governo português em agendar o TGV Aveiro-Salamanca para a próxima cimeira ibérica.


"Entendemos que todo esse eixo deve ser modernizado e da parte portuguesa temos intenção de o fazer de uma forma faseada e acelerando esse processo", esclareceu.


Segundo Ana Paula Vitorino, "neste momento Portugal está em condições de fixar datas e objectivos para essa linha, de que já tem os respectivos estudos, em conjunto com as outras linhas de alta velocidade portuguesa que já estão a seguir o seu curso normal".


António Silvan considerou que o momento de crise económica e social exige a integração de esforços para desenvolver o potencial logístico de Aveiro, Porto e Salamanca, no contexto europeu, alargando o acesso aos mercados mundiais, para o qual "é imprescindível" a inserção nas redes transeuropeias de transportes.


"Essas infra-estruturas requerem uma decisão imediata e é urgente o seu impulso", disse o conselheiro de Fomento do governo de Castela e Leão, concluindo que o corredor E80 deve ser convertido num eixo intermodal, tirando partido da Plataforma Logísitica de Salamanca e dos portos portugueses de Aveiro e Leixões, para ser competitivo no tráfego de mercadorias, criando uma frente comum de desenvolvimento de ambos os territórios, geradora de emprego.


Batalha campal.

Seis polícias e quatro adeptos ficaram feridos em cenas de pancadaria em jogo do campeonato da Colômbia. As televisões filmaram a batalha campal.


O jogo de futebol entre o Cali e o América, na Colômbia, acabou em batalha campal entre os adeptos dos dois clubes rivais colombianos. Seis polícias, que tentaram controlar as hordas, ficaram feridos. Entre os adeptos, há, também, quatro com necessidade de tratamento.


Aparentemente, a violência ente os adeptos estalou quando um apaniguado do Cali foi privado da bandeira, às mãos de um adepto do América. Os adeptos "caleños" levaram a mal a subtracção do símbolo clubístico e atiraram-se aos apaniguados com América.


Os adeptos de ambos os clubes precipitaram-se para o relvado, por vários minutos transformado em ringue de vale tudo. Pontapés, socos, estaladas e violência com paus e pedras levaram a rivalidade para lá dos limites do que é saudável e admissível.


Segundo as autoridades colombianas, apesar da violência dos confrontos, nenhum dos adeptos foi capturados. Entre as claques "Frente Radical", de Cali, e "Barão Vermelho", do América, parecia não haver adeptos maiores de idade, pelo que a violência, além de gratuita, ficou sem pagamento.


Na sequência dos confrontos, a equipa de arbitragem refugiou-se nos balneários, terminado, à força o encontro, aos 54 minutos. Os 36 minutos em falta vão ser disputados à porta fechada.


Explosão destrói...

Uma explosão alarmou, esta manhã, a povoação de Paúves, em Cinfães. A brigada de Minas e Armadilhas da GNR foi ao local para averiguar o que sucedeu, após o despiste de um camião, que obrigou ao corte da EN 222.




Segundo fonte dos Bombeiros Voluntários de Cinfães o camião que transportava uma máquina máquina de furos artesianos tombou numa curva, lançando a máquina para o pavimento.


De acordo com testemunhos, deu-se uma explosão quando a máquina caiu ao chão, na localidade de Paúves, à entrada de Cinfães, na EN 222, no sentido Castelo de Paiva-Castro D'Aire. A estrada está cortada, mas deve ser reaberta ao trânsito por volta das 13 horas.


"Parecia uma bomba potente. As casas próximas ficaram com as janelas e as portas destruídas", contou o comandante dos Bombeiros de Cinfães. Segundo João Correia da Silva, a explosão afectou sete casas. Uma sofreu danos mais vastos, mas não corre risco nem afecta a habitabilidade.


Os Bombeiros De Cinfães responderam ao alerta cerca das 6.15 da manhã. Chamados para uma explosão, mobilizaram três viaturas e 12 homens. “À chegada ao local, deparámos com a máquina de furos de água na estrada e estilhaços por todo o lado”, disse o comandante dos Bombeiros de Cinfães.


A brigada de Minas e Armadilhas da GNR está no local para averiguar a natureza da explosão e a tentar perceber se há explosivos no local e se, os havendo, representam algum perigo.


A explosão terá causado danos colaterais em algumas habitações de Taúde e provocou ferimentos ligeiros no condutor do camião. Foi mais o susto, concluiu-se, depois de ter sido assistido no Centro de Saúde de Cinfães.


Alerta para carências....

O director do Departamento de Doenças Infecto-Contagiosas dos Hospitais da Universidade de Coimbra, Meliço Silvestre, considera que nem todos os hospitais do país estão preparados para a Gripe A.


Meliço Silvestre defende que as simulações são muito importantes para poder detectar lacunas nas unidades de saúde.


Segundo Meliço Silvestre, "os hospitais de referência estão totalmente funcionais. Os outros não terão todas as condições". Alerta ainda que é difícil adaptar todas as circunstâncias. "Já elaborei muitos projectos no papel muito lindos, mas quando vamos ver na prática há coisas que falham que não demos conta. Não somos os Kasparovs, que conseguem ver 50 jogadas. Às vezes falha-nos uma", justifica.


O especialista adianta ainda que não critica as autoridades portuguesas na prevenção da Gripe A. "Fizeram tudo o que foi possível. Estão de parabéns pela resposta que deram, mas nunca temos o óptimo. E captar o bom é sempre uma situação que temos de almejar", defende.


Sobre um possível alarmismo em torno da Gripe A, Meliço Silvestre entende que tal não aconteceu, mas alerta para os prejuízos que daí podem acontecer. "Temos de ter consciência que o alarme não é possível porque atrapalha as coisas", considera.


Meliço Silvestre falou durante um congresso alusivo a pandemias, realizado no auditório da Fundação Bissaya Barreto, em Bencanta, Coimbra. O "timing" da realização do congresso foi, segundo o especialista, uma coincidência, adiantando que "o homem ainda não sabe quando surgem as epidemias".


Dia da Europa....

A comemoração do Dia da Europa assume este ano uma relevância especial, uma vez que decorrem no próximo mês de Junho as Eleições para o Parlamento Europeu. A efeméride vai ser assinalada em todo o espaço da União Europeia (UE), através de diversas manifestações públicas.


Mas o que dizem os portugueses - e os restantes cidadãos - deste espaço e das organizações da UE ? Um inquérito Eurobarómetro, realizado nos passados meses de Janeiro e Fevereiro, junto de 26.718 pessoas, mil das quais portuguesas, dá conta de que apenas 34 por cento irá votar nas próximas Eleições para o Parlamento Europeu.


Com efeito, no nosso país prevê-se uma das mais baixas taxas de participação nas eleições, com apenas 24 por cento dos portugueses dispostos a votar, segundo uma sondagem publicada em meados de Abril passado pelo Parlamento Europeu.


E particularmente os viseenses, o que vão fazer? Essa foi uma das perguntas que fizemos a algumas pessoas (ver notícia ao lado). Pelo que pudemos observar, o entusiasmo também não é muito por estas bandas.


Já agora, convém recordar que a constituição de uma Europa unida partiu do então ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Robert Schuman, que em 9 de Maio de 1950 - faz amanhã 59 anos -, lançou a ideia de "colocar em conjunto a produção do carvão e do aço sob uma alta autoridade comum, numa organização aberta à participação de outros países" do Velho


Continente. O projecto foi materializado em Abril de 1951, altura em que nasceu a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), integrada por dois países que apenas alguns anos antes se tinham combatido, a França e a Alemanha, e por quatro outros que decidiram aderir ao projecto - Itália, Holanda, Bélgica e Luxemburgo.


So se acredita quando as obras comecarem.

O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, recebeu com reservas as palavras do ministro das Obras Públicas, Mário Lino, em relação à linha de alta velocidade entre Aveiro e Salamanca, com passagem por Viseu.


No final de um encontro com o presidente da Junta Autónoma de Castela e Leão, o ministro explicou que, para o fim do ano o Governo conta enviar para avaliação de impacto ambiental o estudo prévio para a linha de alta velocidade Aveiro-Salamanca, além disso, adiantou que na próxima cimeira luso-espanhola, que se irá realizar no final deste ano, será possível fixar uma data com Espanha para terminar a linha.


Para Fernando Ruas, mais importante do que as palavras do ministro seria o arranque das obras de ligação entre a Linha do Norte e Viseu, porque isso indicaria que a passagem da linha de alta velocidade por Viseu iria avançar efectivamente.


"Não queremos mais do mesmo, queremos ter certezas de que as obras vão mesmo realizar-se", referiu.l

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Pensar em Viseu

Viram este .........

O canal britânico Channel 4 vai transmitir, esta noite, um documentário sobre o caso Maddie, onde será exibido um novo retrato-robô de um alegado suspeito.


foto AFP PHOTO/Channel4/HANDOUT
Caso Maddie: Novo retrato-robô na TV



"Como é que os McCann lidam com a dor de não saber o que aconteceu à sua filha?", é a pergunta que serve para lançar o primeiro de quatro episódios do documentário rodado na Praia da Luz.


Durante o programa, será mostrada a imagem de um novo suspeito do rapto, que, segundo o documentário, resulta de várias pistas e de testemunhos recolhidos pelos detectives britânicos.
A imagem mostra um homem "feio" que terá sido visto perto do apartamento onde a família McCann passava férias.


Uma testemunha disse que viu, por duas vezes, um homem, de nariz grande, nos dias anteriores ao desaparecimento da Madeleine. "Era muito feio, alto, magro e vestia roupas casuais".


Outras duas testemunhas - uma estudante de 12 anos e um homem de Cheshire - também relatam ter visto um homem perto do apartamento do Ocean Club.


O documentário refere que os detectives Dave Edgar, de 52 anos, e Arthur Cowley, de 57, continuam ao serviço dos McCann na busca da filha do casal.


Resultado de análise às amostras é negativo.

Os dois portugueses que regressaram do México, via Madrid, e deram entrada no Hospital de S. João, quarta-feira à noite, não contraíram o vírus H1N1, segundo o Ministério da Saúde.


O casal que esteve internado em isolamento no Hospital de S. João do Porto por suspeita de gripe A, foi depois encaminhado para o Centro Hospitalar de Gaia/Espinho.


Trata-se de um casal de jovens que esteve de férias no México e regressou a Portugal no passado fim-de-semana, via Madrid.


Os dois jovens deram entrada no Hospital de Gaia, quarta-feira, cerca das 22:30, tendo sido realizados os procedimentos normais para estes casos.


As análises foram enviadas para o Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa, e o resultado de análise às amostras é negativo.


Entradas reduzidas.

Quota aplica-se para movimentos migratórios fora do espaço europeu e Governo, apesar de favorável, aguarda parecer dos parceiros sociais.


O ministro Vieira da Silva admitiu esta quinta-feira que, em consequência da actual crise económica, será reduzida este ano a quota dos imigrantes extra-comunitários que poderão trabalhar em Portugal, que em 2008 se fixou em 8600.


As palavras do ministro do Trabalho e da Solidariedade Social foram proferidas no final do Conselho de Ministros, depois de ter sido confrontado com a notícia de primeira página do novo jornal diário "i", segundo o qual sindicatos, patrões e Governo querem reduzir este ano as entradas de trabalhadores imigrantes em Portugal.


"É razoável aceitar que, face ao abrandamento da actividade económica, haja também um abrandamento dos fluxos migratórios", declarou o membro do Governo em conferência de imprensa.


Nas declarações que fez aos jornalistas, Vieira da Silva sublinhou que a quota se aplica para movimentos migratórios fora do espaço europeu e que o Governo ainda aguarda parecer sobre esta matéria dos parceiros sociais.


"Não quero antecipar o parecer dos parceiros sociais, mas não é de excluir que se atinja um consenso que se traduza na redução daquilo que foi o montante fixado no ano anterior" para a imigração de trabalhadores fora do espaço europeu, referiu Vieira da Silva.


No entanto, no final do Conselho de Ministros, Vieira da Silva quis também salientar que o processo para a fixação da quota de trabalhadores imigrantes está ainda numa fase intermédia.


"O Governo apresentou segunda-feira um relatório relativamente ao mercado de trabalho e aos fluxos migratórios", o qual receberá "até à próxima quarta-feira os pareceres dos parceiros sociais. Até a este momento, houve apenas um debate feito muito na generalidade", acrescentou.


Um morto e um ferido grave...

Há ainda um ferido grave em consequência de um choque frontal entre um pesado e um ligeiro, junto à barragem da Aguieira.


Um morto e um ferido grave é o resultado de um acidente ocorrido hoje no sentido Viseu-Coimbra do IP3, na zona de Mortágua, que se encontra cortado ao trânsito, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.


A mesma fonte disse à Agência Lusa que, cerca das 06:15, houve "uma colisão entre um ligeiro de passageiros e um pesado de mercadorias que transportava uma cisterna com três mil litros de gasóleo" destinado a máquinas da Tecnovia.


Do acidente resultou um morto, que viajava no ligeiro, e um ferido grave, motorista do pesado, que ficou encarcerado.


Segundo a mesma fonte, não há previsões do tempo que o sentido Viseu-Coimbra do IP3 demorará a abrir ao trânsito.


"Houve derrame de parte do gasóleo da cisterna, os bombeiros estão no local e já fizeram uma barreira de contenção", explicou.


No local estão 14 bombeiros e quatro viaturas do Voluntários de Mortágua e a ambulância local do INEM.


So um...

Os dois portugueses regressaram recentemente do México, via Madrid, e deram entrada no Hospital de S. João, quarta-feira à noite. Entretanto, foram transferidos para Gaia.


O casal internado em isolamento no Hospital de S. João do Porto por suspeita de gripe A foi encaminhado pelo Centro Hospitalar de Gaia/Espinho, onde deu entrada quarta-feira à noite, disse fonte hospitalar.


Trata-se de um casal de jovens que esteve de férias no México e regressou a Portugal no passado fim-de-semana, via Madrid, disse à Lusa a mesma fonte.


Os dois jovens deram entrada no Hospital de Gaia, quarta-feira, cerca das 22:30, tendo sido realizados os procedimentos normais para estes casos.


"O homem apresentava sintomas de gripe, o que, aliado ao facto de ter estado no México, levou a que o Plano de Contingência fosse activado", explicou a fonte.


Depois de "um procedimento rápido" no hospital de Gaia, o casal foi transferido para o Hospital de S. João, uma das quatro unidades de referência no âmbito do Plano de Contingência.


Fonte do Hospital de S. João disse que apenas um dos elementos do casal apresenta sintomas de gripe e que o outro elemento está internado por precaução.


Como estiveram ambos no México e tem uma relação próxima é preciso averiguar se a doença está ou não em fase de incubação.


A mesma fonte confirmou que as análises foram enviadas para o Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa, cujos resultados poderão ser conhecidos ao longo do dia de hoje, remetendo informações sobre o caso para a Direcção-Geral da Saúde.


Portugal já registou um caso confirmado de gripe A H1N1.


Apanhado por abuso sexual..

A Polícia Judiciária, através da Directoria do Norte, identificou e deteve um homem como presumível autor de crime de abuso sexual e de coacção. De acordo com informações das autoridades, a vítima é uma criança, de 10 anos, do sexo feminino, que reside na zona de Armamar.


A mesma fonte adiantou, ainda, que o detido, de 41 anos, é trabalhador rural e tem relações de afinidade próximas da vítima. Ao que tudo indica será sobrinha adoptiva e filha da actual namorada.


Ainda segundo a Polícia Judiciária, o indivíduo tinha saído, há menos de um ano, em liberdade, depois de ter cumprido nove anos de prisão, no Estabelecimento Prisional de Braga, por crimes do mesmo tipo (violação, abuso sexual de crianças e coacção) e que ocorreram na zona de Barcelos.


Abusada durante seis meses


De acordo com as autoridades, que foram alertadas por pessoas que se aperceberam de mudanças de atitude perante o familiar por parte da vítima, a criança terá sido abusada durante cerca de meio ano.


A rapariga foi sujeita a exames periciais no Instituto de Medicina Legal, sendo acompanhada por psicólogos.


O homem foi, ontem, presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção. À hora de fecho da edição ainda não era conhecida a decisão do tribunal.


Dois suspeitos em ...

Dois cidadãos adultos foram internados, esta quarta-feira à noite, no Hospital de S. João, no Porto, por suspeita de terem contraído gripe A. Chegaram do México há dois dias. A unidade hospitalar accionou o plano de emergência.

Os dois adultos, que se suspeita tratar-se de um homem e mulher, terão chegado de Cancun, no México, há dois dias, via Madrid. De acordo com a SIC-Notícias, viajaram juntos e as análises que entretanto foram recolhidas pela unidade hospitalar foram já enviadas para o Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa, o que vai permitir esclarecer todas as dúvidas.


De acordo com um responsável hospitalar, apresentavam sintomas em tudo idênticos aos apontados aos doentes com gripe A, como sejam a fadiga muscular. O Hospital de S. João isolou estes dois pacientes num espaço da urgência médica.


De referir que esta é a segunda vez que aquela unidade hospitalar recebe casos suspeitos de gripe A (H1N1). Há cerca de uma semana, uma criança tinha sido internada com sintomas gripais, que depois se vieram a provar não estar relacionados com o vírus.


Entretanto, ontem, a ministra da Saúde, Ana Jorge, anunciou, no encontro que tem mantido diariamente com a Imprensa desde que se avolumou a crise da gripe A (H1N1), que chegou novo material de análise. Os reagentes chegaram anteontem ao Instituto Nacional de Saúde Dr Ricardo Jorge, vindos do Centro Europeu de Controlo de Doenças de Estocolmo. Estão a ser preparados para estarem prontos a usar - e a dar resultados em seis horas - a partir do final da semana. E dar a Portugal "capacidade de autonomia na identificação do vírus". Assim, se surgir algum caso suspeito, as amostras deixam de ter de ser enviadas para o laboratório de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS), em Londres.


O resto do ponto de situação foi a nota de tranquilidade. Portugal continua sem casos suspeitos ou em investigação e a equipa criada para acompanhar a situação vai manter as reuniões diárias.


Fora de portas, o dia ficou marcado pela confirmação de um primeiro caso na Polónia e de outro na Suécia. Ambos são de pessoas que regressaram recentemente dos Estados unidos e apresentam sintomas de gripe benigna. Notícia foram também os avanços no estudo do vírus, a caminho da criação de uma vacina, isto quando no México, epicentro mundial da epidemia, a vida começou ontem a retomar o seu curso normal. Reabriram os restaurantes e iniciaram-se limpezas nos comércios, transportes públicos e escolas, que voltam hoje a receber alunos. Isto apesar de subir o número de mortos: 42, a maioria entre os 20 e os 39 anos.


As medidas que transformaram a trepidante capital mexicana numa cidade fantasma "protegeram toda a humanidade", garantiu ontem o presidente Felipe Calderon, anteontem felicitado pela OMS pela seriedade e transparência com que geriu a crise.


Menos calmas são as tensões que a gripe A gerou pelo mundo fora e que levaram ontem a OMS a pedir a alguns países justificações sobre a racionalidade, em termos de saúde pública e de fundamentação científica, da imposição de restrições "significativamente diferentes" das recomendadas, "ou que vão contra as trocas internacionais". A agência de saúde da ONU não recomendou a limitação das viagens e insiste que a gripe A não se transmite com o consumo de carne de porco.


quarta-feira, 6 de maio de 2009