So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sábado, 24 de abril de 2010

Primeira pagina - 24 - 04 - 2010

Cuzco Peru

Viseu Cidade Viriato

"Terra está à beira do cataclismo"...

"Terra está à  beira do cataclismo"

Consumo e produção de resíduos 70% acima da capacidade do planeta pode originar um cataclismo, lembra a Quercus, no Dia Mundial da Terra.

Quatro décadas após o início da celebração do Dia da Terra faz-se ainda muito pouco por respeitar os limites da sustentabilidade do Planeta, lamentam os ambientalistas.

Os dados mais recentes apontam para que a civilização humana esteja "prestes a causar um cataclismo de magnitude planetária, de que as alterações climáticas são apenas um dos sintomas", refere a associação ambientalista Quercus.

Actualmente, a produção e consumo a nível global excede em 40% a capacidade de carga do planeta, pelo que seriam necessários 1,4 planetas para suprir as necessidades da população mundial, que ronda os sete mil milhões de pessoas.

Mais de três quartos da população não consegue produzir dentro das suas fronteiras os recursos que consome, nem desfazer-se dos resíduos que produz.

"Este desrespeito pelos limites do planeta Terra acontece quando apenas mil milhões de pessoas têm uma vida abastada, mil a dois mil milhões vivem em economias de transição e cerca de três a quatro mil milhões sobrevivem com apenas alguns euros por dia", sublinha, ainda, a associação.

JN

Cantora quase se afogava ao filmar videoclip...

Concorrente do Azerbaijão ao Festival Eurovisão de 2010 mal sabe nadar e foi gravar um vídeo numa piscina. Mais um episódio que marca a atribulada preparação para a final de Oslo, desde os insultos do candidato espanhol aos apupos à concorrente portuguesa. Veja os vídeos.

A candidata ao Festival da Eurovisão pelo Azerbaijão esteve em risco de se afogar. O incidente teve lugar no passado fim-de-semana, durante a gravação do videoclipe de "Drip Drop", o single que a jovem vai interpretar na próxima edição do concurso, na capital norueguesa Oslo.

Com poucos conhecimentos de natação e muito medo da água, Safura gravava o primeiro videoclipe, dentro de uma piscina. Ao ficar presa no vestido, os nervos tomaram conta da jovem de 17 anos, que teve que ser resgatada por membros da produção.

"Nunca vou esquecer este dia, foi uma experiência assombrosa", contou Safura, citada pelo jornal espanhol "El Mundo". "Estou muito grata à equipa de gravação, que me salvou a vida. Tive mesmo medo".

Eurovisão atribulada: apupos, insultos e plágio

Este é mais um dos casos caricatos que têm marcado a preparação do Festival Eurovisão da Canção 2010, em Oslo, na Noruega.

Filipa Azevedo, a eleita para representar Portugal no Festival, foi vaiada pelo público quando foi anunciada como vencedora. Filipa, que havia já vencido o concurso "Família Superstar", transmitido em 2007 pela SIC, foi escolhida como representante portuguesa graças ao voto do júri, cujos sete pontos foram decisivos para superar Catarina Pereira, a favorita da audiência, que totalizou 18 pontos, contra os 19 da primeira classificada.

Em Fevereiro, durante a gala de selecção do candidato espanhol, o rapper John Cobra protagonizou um escândalo ao entrar em confronto directo com o público após a actuação, gesticulando e falando de forma obscena.

O caso levou Alberto Oliart, presidente da Radiotelevision Española, a apresentar desculpas perante o Senado espanhol pela atitude de John Cobra, que considerou "digna de toda a censura", adiantou o site ADN

Já a representante da Ucrânia, Alyona Kucher, teve que mudar a música que irá interpretar em Oslo. A jovem de 23 anos, que foi eleita graças à música "To be Free", foi acusada pelos rivais nacionais de ter plagiado a música "Knock me Out", interpretada por Linday Perry (ex-4 Non Blondes) e Grace Slick.

JN

Praia do Furadouro perdeu 150 metros de areal num ano...

A praia norte do Furadouro, em Ovar, perdeu num ano cerca de 150 metros de areal, o que a autarquia atribui a uma mudança na direcção das correntes e um especialista na matéria diz dever-se sobretudo a 10 anos de erros urbanísticos, noticia a Lusa.

A largura da praia vem diminuindo desde 2006, quando a zona exibia 150 metros de areia entre a marginal e a rebentação das ondas, mas a quase totalidade dessa extensão desapareceu neste inverno e esta semana o areal tinha apenas dois a três metros nas áreas mais estreitas e 20 a 30 nas mais largas.

Para Manuel Alves de Oliveira, presidente da Câmara de Ovar, «este é o caso mais premente do município e tem origem na alteração do sentido das correntes, o que já provocou estragos nos muros da marginal».

Para Veloso Gomes, que coordena a parceria entre a Faculdade de Engenharia do Porto e o Instituto da Água (INAG), «não vale a pena estar com desculpas - a situação grave que se está agora a viver deve-se a 10 anos de erros acumulados em termos de urbanismo».

Intervenção em 2009

Manuel Alves de Oliveira afirma que «o excepcional nesta situação é que a praia do Furadouro sempre teve muito areal». Quando as correntes vinham de Norte, «o mar acumulava sempre areia entre o esporão e a marginal; agora, que passaram a ser de Sudoeste, o mar vem de Sul e leva a areia toda».

O autarca garante que a zona foi intervencionada em 2009 e que, «se não fosse por essas obras, este ano tinha sido uma tragédia», mas reconhece também que, «por causa da alteração nas correntes, esses trabalhos acabaram por revelar-se insuficientes».

Veloso Gomes defende que «não é por acaso que este problema tanto se tem verificado na Madeira e no Algarve». Como os temporais de Inverno «vieram de Sul e Sudoeste, áreas da costa oeste que foram estáveis durante anos viram agora a sua situação inverter-se».

Veloso Gomes realça, contudo, que acima do esporão norte do Furadouro, junto à marginal edificada da praia, «não se desenrolaram trabalhos de reabilitação dos esporões e defesas aderentes».

«Só se recuperou uma defesa que tinha mais de 10 anos» e cuja construção inicial já foi desajustada, porque a marginal foi criada em 1996 sem uma estrutura longitudinal de reforço e o murete que remata a obra também ficou «sem fundação adequada».

Intervenções posteriores «remediaram a situação», mas, para Veloso Gomes, o aparecimento de novas construções urbanas - que desrespeitam as orientações do ordenamento costeiro, mas têm o aval dos tribunais - «só fazem adiar o problema».

Prioridade

Manuel Alves de Oliveira admite que «tudo tem que ser refeito de forma a garantir a segurança das pessoas» e aguarda a aprovação de uma nova candidatura do INAG e da Administração da Região Hidrográfica do Centro ao Programa Operacional de Valorização do Território.

Para Veloso Gomes, a prioridade é recuperar o areal de forma natural ou artificial: «Se isso não acontecer, vamos ter uma situação muito grave, porque as estruturas de defesa da costa também precisam de areia, já que estão assentes sobre ela».

A médio e longo prazo, o objectivo é mais abrangente: «Temos que decidir o futuro da costa. As coisas estão sempre a piorar e estes são casos muito difíceis, mas ainda não esgotámos todas as soluções».

TVi24

Condenado a 19 anos de prisão e ao pagamento de 161 mil euros...


Chegou ontem ao fim, no Tribunal Judicial de Viseu, o julgamento do indivíduo que a Polícia Judiciária deteve em finais de 2008 como principal suspeito da morte de uma angariadora imobiliária, brutalmente assassinada no dia 15 de Dezembro daquele ano, num apartamento do Bairro de Santa Eugénia, em Viseu.
O tribunal de jurados condenou Alfredo Azevedo, de 42 anos, casado, pai de três filhos e desempregado, a mais de 19 anos de prisão de prisão pelo crime de homicídio qualificado e a 10 meses de prisão pelo crime de furto simples, o que resultou no cúmulo jurídico de 19 anos e três meses de prisão efectiva. Além disso, será obrigado a indemnizar o marido e os dois filhos da vítima em mais de 161 mil euros, por danos morais e patrimoniais.
Os três juízes e os quatro jurados consideraram ter ficado provado que o arguido matou a angariadora imobiliária Dulce Moreira, na casa de banho de um apartamento que esta lhe foi mostrar no Bairro de Santa Eugénia, em Viseu, "agarrando-a por trás e degolando-a", cortando-lhe a carótida e a jugular. A vítima terá tentado resistir, o que explica os ferimentos defensivos - pequenos cortes - na mão esquerda. De seguida, fechou à chave a casa de banho, onde se encontrava o corpo e levou a carteira da vítima, com mais de 200 euros e um telemóvel.
Na opinião do tribunal, não surgiu, durante o julgamento, que se prolongou por cinco meses, "qualquer outra hipótese plausível" para o que poderá ter acontecido, lembrando que foram descobertas inúmeras incongruências nas declarações do arguido às autoridades e também durante a reconstituição na qual participou de livre vontade. Nomeadamente no quer diz respeito aos locais onde o réu disse ter estado na hora do crime e que se provaram não corresponderem à verdade.
O que mais terá contribuído para a condenação de Alfredo Azevedo foram os telefonemas realizados do seu telemóvel para o telefone da vítima no dia do crime, como está explicado no acórdão lido pelo juiz-presidente.
Segundo o documento, ligou-lhe de manhã da zona de Abraveses, onde tinha estado a ver uma moradia em banda com outra agente imobiliária, e outra vez às 11h45 , altura em que Dulce Moreira estava a tomar café com uma amiga, saindo à pressa ao mesmo tempo que explicava que se tratava do cliente com o qual ia ver o apartamento no Bairro de Santa Eugénia. A poucos metros da esquadra da PSP entrou no carro do seu homicida, acabando por falecer pouco tempo depois.

Pena máxima
No final da leitura da sentença e questionado pelos jornalistas, o marido de Dulce Moreira, João Gentil, considerou que deveria ter sido condenado à pena máxima (25 anos) pelo que fez. A mesma opinião tiveram os filhos da vítima, que afirmaram ter-se feito justiça, embora a pena de prisão a aplicar deveria ter sido a pena máxima.
"Acabou", desabafou um deles, enquanto saia do tribunal.
Quanto à possibilidade de recorrer, João Gentil referiu que essa é uma decisão que caberá ao advogado tomar depois de uma análise mais pormenorizada do acórdão.
O advogado de Alfredo Azevedo, Nuno Lopes, recusou fazer qualquer tipo de comentário sobre o processo, mas garantiu que irá recorrer da sentença.

Arguido chorou,
abraçado à filha
No que diz respeito a Alfredo Azevedo, que durante todas as sessões do julgamento assistiu em silêncio às declarações das inúmeras testemunhas, mostrou alguma emoção, chorando nos braços da filha mais velha, que assistiu à leitura do acórdão, antes de ser algemado e transportado para o Estabelecimento Prisional de Viseu, onde já se encontra, desde Fevereiro deste ano, depois de a medida de coacção lhe ter sido alterada de prisão domiciliária para prisão preventiva por existência de risco de fuga.
A mulher, que só através dos investigadores da Polícia Judiciária ficou a saber que, à altura dos factos, o marido estava desempregado há vários meses e que a traiu com várias mulheres num bar de alterne, não assistiu à leitura do acórdão.

DV

David Cameron agredido com um ovo por adolescente....

Um adolescente lançou um ovo contra o líder conservador, David Cameron, durante um comício na cidade de Cornwall, Inglaterra. O ovo atingiu o ombro do candidato conservador, que se divertiu com a situação.

Segundo a Sky News, e citando um porta-voz da polícia de Devon e Cornwall, o agressor é um estudante de 16 anos que foi detido mas libertado logo de seguida.

Um conselheiro do Partido Conservador, e no mesmo tom do líder, com inegável ironia, explicou que decidiram libertar o rapaz após a polícia chegar á conclusão que ele não iria lançar mais mísseis.

Segundo os repórteres que acompanharam Cameron, o líder dos tory teve uma atitude muito tranquila relativamente ao incidente e até brincou, até porque no dia anterior encontrou um homem vestido de galinha para outro acto. Daí que concluiu: «Agora eu sei o que veio primeiro, a galinha, não o ovo».

TVi24

Vibração do telemóvel causa-lhe orgasmos múltiplos...

Há quedas que podem ser perigosas. A britânica Randy Amanda Flowers não voltou a ser a mesma depois de ter caído da Wii Fit. De acordo com o «Daily Star», a jovem de 24 anos ficou tarada sexual depois do tombo.

Dez sessões de sexo por dia é o mínimo para Randy, para quem basta a vibração do telemóvel para a excitar ao ponto de ter orgasmos múltiplos.

Foi diagnosticada com o Síndrome da Excitação Sexual Permanente, que provoca um grande afluxo sanguíneo aos órgãos sexuais. A causa poderá ser uma inflamação na zona pélvica que estimula os nervos do clítoris.

Esta doença não tem cura e a maneira que Randy encontrou para entar controlar a permanente excitação é, simplesmente... respirar fundo.

TVi24

Presidente da TAP agradece «paciência» dos passageiros... no Youtube...

O presidente executivo da TAP, Fernando Pinto, divulgou no Youtube uma mensagem de agradecimento e de apelo à paciência dos passageiros que continuam retidos em aeroportos. «Quero, e em primeira mão, agradecer aos nossos passageiros que têm mostrado grande compreensão num momento difícil como este», afirmou Fernando Pinto, em duas mensagens - em inglês e em português - colocadas naquela rede de partilha.

Uma vez que o espaço aéreo europeu continua com fortes restrições, o presidente afirmou que «continua a pedir muita paciência» aos passageiros da companhia. Salientando que a transportadora a que preside tem feito um «esforço sobre-humano» para atender da melhor forma possível todos os passageiros que procuram os serviços da companhia aérea, admitiu que a empresa «não tem conseguido» a resposta desejada.

«Mas tenho uma boa notícia: é que os nossos voos começam a voltar à normalidade, embora não de uma hora para outra», disse.

TVi24


Homem viveu com cadáver em casa durante 10 anos...

Vizinhos queixavam-se, durante anos, do cheiro que vinha do apartamento de um inglês de 74 anos. Até foram feitas duas vistorias à casa mas as autoridades não encontraram o corpo devido à quantidade de lixo acumulado.

Em Inglaterra, um homem viveu com o cadáver de um amigo em casa durante uma década. Depois da morte de Dennis Pring, Alan Derrick, de 74 anos, fez a vida normal com o corpo em casa, chegado a comer refeições no mesmo local onde se encontrava o cadáver em decomposição.

De acordo com o tablóide inglês "The Sun", Dennis Pring tornou-se alcoólico depois da mulher ter morrido e de ter perdido contacto com o filho. Alan Derrick, descrito pelos vizinhos como sendo "de espírito simples", teve pena do amigo e acolheu-o, deixando-o dormir no sofá. Um dia em 1998, ao regressar a casa, deu com Ping morto no sofá e deixou-o lá ficar, cobrindo-o com almofadas.

Os vizinhos queixavam-se frequentemente do cheiro nauseabundo que emanava do apartamento de Derrick. As autoridades de Bedminster, no condado de Bristol, fizeram vistoria à casa, pelo menos duas vezes, mas não encontraram o cadáver devido ao lixo espalhado pelo chão do apartamento, que atingia a altura dos joelhos. O local não tinha água corrente, gás ou electricidade.

"O apartamente era nojento e o cheiro vindo da casa-de-banho era horrível, portanto pensamos que era daí que o odor vinha", contou ao "The Sun" Sandra Wedlock, que fez uma das vistorias à casa de Alan Derrick.

O esqueleto foi, finalmente, encontrado em 2008, pelas autoridades sanitárias incumbidas de limpar o local depois de Alan Derrick ter sido despejado por ordem judicial.

"A razão pela qual Derrick não contou nada a ninguém foi porque não era suposto ter inquilinos. Se se descobrisse, ele seria expulso e não teria onde viver", explicou o superintendente-detective David Paniccia-Brown, citado pelo "The Sun".

As autoridades detiveram Alan Derrick por suspeita de assassínio, mas foi posteriormente libertado sem qualquer pena.

JN

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Primeira pagina - 23 - 04 - 2010

A cidade perdida legendária de Machu Picchu...

Viseu Cidade Viriato

Jornalista espanhola despe-se para «encontrar-se a si mesma»...

Com o lema «21 dias procurando-se a si mesmo», a apresentadora de televisão espanhola Samanta Villar protagoniza uma das reportagens mais controversas. A jornalista do canal «Cuatro» preparou para o seu próximo programa um especial no qual introduz uma seita que pratica o xamanismo e que experiencia a vida de uma forma diferente do sistema, tal como o conhecemos.

Para fazer parte dos rituais, a apresentadora teve que tirar a roupa, algo que não chegou a fazer nem no seu especial «21 dias de pornografia».

A própria Samanta falou desta experiencia durante a sua intervenção, quarta-feira, no programa da noite do mesmo canal «UAU!». Neste, explicou a Santi Millán que foi uma «experiencia super intensa», que mexeu muito com ela como «agnóstica nestas coisas de sinais e energias». «Trata-se de um ritual, é um grande exercício de introspecção e serev para valorizar todo o seu envolvimento», afirmou.

TVi24

Morreu Juan Antonio Samaranch...

O antigo presidente do Comité Olímpico Internacional, o espanhol Juan Antonio Samaranch, morreu hoje, aos 89 anos, num hospital de Barcelona.

Samaranch, agora presidente honorário do COI, que dirigiu entre 1987 e 2001, tinha sido internado terça-feira devido a problemas cardíacos.

Juan Antonio Samaranch entrou em choque após ter sido internado devido ao que foi diagnosticado como "uma severa insuficiência cardíaca".

JN

Há mil vulcões em actividade no mundo...

Um vulcanólogo japonês afirmou que o vulcão da Islândia é apenas um entre os cerca de mil que se encontram activos no mundo. Entre eles, pelo menos 10 estão em erupção.

O especialista, citado pelo canal brasileiro de televisão Record, referiu que, há 19 anos, ocorreu uma erupção muito mais intensa nas Filipinas, que danificou mais de 20 aviões. A temperatura média do planeta desceu cerca de meio grau, desregulando o clima em diversos países nos anos que se seguiram. Desta vez, o caos limitou-se ao espaço aéreo.

Na sequência da acalmia do vulcão islandês, os voos foram retomados na China. No aeroporto de Hong Kong foram autorizados a partir seis aviões e em Tóquio descolaram sete. As cinzas do vulcão islandês começaram a espalhar-se pelo norte da Ásia, no entanto, são leves e não representam risco para a saúde nem para o espaço aéreo.

TVi24

Vibrador obriga a evacuar esquadra...

Se tivermos em conta alguns filmes policiais americanos, retemos a ideia que muitos agentes são uns trapalhões gordos e amantes de donuts, incapazes de apanhar os bandidos sem arranjar sarilhos. Quando toca à realidade, nem sempre as coisas são muito diferentes. Numa esquadra da Califórnia, os agentes esvaziaram o posto, porque confundiram um vibrador com... um explosivo.

O detido Steven Ferrini foi revistado pelos polícias, que encontraram um fio suspeito no bolso das calças, que se estendia até ao rabo. Como o recluso possuía conhecimentos sobre bombas e material explosivo, de nada lhe adiantou confessar que se tratava apenas de um vibrador anal.

De acordo com o site «Smoking Gun», citado pela Globo, os agentes resolveram chamar uma equipa anti-bomba e evacuar a esquadra. Fica ao critério do leitor imaginar a cara do esquadrão anti-bomba quando descobriram o motivo de todo aquele aparato e encontraram o inofensivo vibrador.

TVi24

Enxaqueca deixa britânica com sotaque chinês...

As dores de cabeça podem ser mais graves do que aquilo que se julga. Podem até deixar-nos sem saber de que terra somos. Que o diga Sarah Colwill, uma britânica que ganhou sotaque chinês depois de uma forte enxaqueca.

A técnica de informática, de 35 anos, foi diagnosticada, uma doença rara, provocada por danos na parte do cérebro que controla a fala, informa a BBC.

Um especialista em fonética, o médico John Coleman, que está a acompanhar Sarah, revelou que esta doença costuma ser provocada por derrames ou lesões cerebrais. A britânica garante que o problema começou após uma dor de cabeça e está a fazer um tratamento para recuperar o timbre original.

«Nunca fui à China e vivi toda a minha vida no sul da Inglaterra», contou, acrescentando que os amigos lhe desligam o telefone na cara por não reconhecerem a sua voz, «mais aguda e desafinada».

O primeiro caso registado desta síndrome foi o de uma mulher atingida durante um bombardeio na Noruega, em 1941, que passou a falar norueguês com sotaque alemão.

TVi24

Inter de Milão brilha bem alto na Champions...

Inter de Milão brilha  bem alto na Champions
Wesley Sneijder festeja com Mourinho golo do Inter de Milão

Mourinho tem as portas da final da Champions abertas, depois de um triunfo claro e merecido sobre o Barcelona de Guardiola, que nunca tinha perdido por dois golos de diferença. Postura táctica irrepreensível e golos no momento exacto deram a vitória.

A organização e inteligência táctica da formação de José Mourinho imperou em Milão, deixando por terra um Barcelona de sonho, mas que acabou por viver um pesadelo de que não se conseguiu desprender, tal a arte com que o Inter montou a teia que envolveu as principais unidades catalãs.

Desde o início se percebeu que o Inter iria abordar o jogo tentando explorar a velocidade da sua transição ofensiva, apelando à velocidade de Sneijder e Milito. Mas pertenceu ao Barcelona o tento inaugural. Numa das poucas jogadas que conseguiram os catalães, Pedro fez o golo. O Inter, porém, não acusou o toque e foi, literalmente, para cima do Barça.

E intensificou-se aí a exibição de gala da equipa de Mourinho. Impedindo a criação de jogo por parte do Barça, bloqueando as acções de Xavi e Messi - só teve dois lances de perigo em todo o jogo... -, levou os espanhóis a correr mais do que o habitual e a errar passes.

A estratégia deu frutos com os golos de Sneijder, Maicon e Milito. O primeiro deu a tranquilidade necessária para os nerazuri manterem a atitude e postura, conseguindo enervar os catalães. O segundo tento, a seguir ao intervalo, foi ouro sobre azul na estratégia da equipa de Mourinho, que nunca perdeu o controlo do jogo, mantendo o Barça afastado da sua área.

O terceiro, de Milito, aparentemente fora-de-jogo, descansou os italianos. O Barcelona tentou, mas apesar de algumas defesas de Júlio César, não foi capaz de desposicionar um disciplinado Inter. Destaque, ainda, para o comportamento de Balotelli, que, no final do jogo, após ter sido assobiado, atirou a camisola para o chão e saiu de campo sem festejar o triunfo.

JN


Lésbica registada como 'pai' de uma criança...

Lésbica registada como 'pai' de uma criança

Lily-May é a primeira bebé a ter no seu registo de nascimento o nome de duas progenitoras

Duas lésbicas britânicas foram reconhecidas como pais legais no certificado de nascimento da sua filha, Lily-May Betty Woods. Trata-se da primeira vez em 200 anos que tal acontece no Reino Unido, uma situação que é decorrente da nova lei de registo de paternidade. O nome do dador de esperma que possibilitou a vida de Lily-May é omisso no documento.

Natalie Woods, de 38 anos, é oficial e legalmente a "mãe" da pequena Lily-May, que nasceu no passado dia 31 de Março. No documento de registo de nascimento da bebé, o nome de Elizabeth Knowles - de 47 anos, e companheira de Woods - surge como o "pai" da criança. É certo que, em inglês, há uma pequena nuance nos termos utilizados, algo que não acontece em português. Assim, o nome de Woods surge no espaço reservado à "mãe", enquanto o nome de Knowles aparece inscrito na zona do "parent" - não propriamente do "father" (pai) - , uma palavra de alcance mais amplo, que pode significar familiar ou indiciar uma figura paterna mas sem referir especificamente o sexo. Isto enquanto nos registos dos filhos de casais heterossexuais surge a fórmula clássica de "pai" e "mãe". Seja como for, é a primeira vez que um nome de mulher surge inscrito no espaço onde habitualmente se regista um nome masculino porque o do pai.

Woods deu à luz Lily-May numa piscina no terraço da casa que partilha, há 15 anos, com Knowles e dois gatos em Brighton, no sul do país. Mais tarde, ao deslocarem-se ao registo da cidade para averbar o nascimento da bebé, foram informadas de que poderiam surgir no documento como as progenitoras da recém-nascida.

As duas mulheres, que gastaram 7500 euros no tratamento de fecundação in vitro - que não é comparticipado pelo serviço nacional de saúde no caso dos homossexuais e lésbicas - , não esconderam a sua satisfação por estarem a "fazer história". Daí terem decidido tornar público o acontecimento.

Natalie Woods, que trabalha no serviço de aconselhamento a lésbicas, homossexuais, bissexuais e transgéneros, será chamada por Lily-May como "mamã" enquanto, que tem a profissão de estafeta, será a "mamã B". As duas tiveram direito à licença de maternidade/paternidade.

O nome do pai biológico de Lily-May foi omitido por Woods e por Knowles que apenas referiram tê-lo escolhido entre quatro dadores e terem tido acesso à sua história clínica e aos seus antecedentes familiares. Aos 18 anos, Lily-May poderá, se o desejar, ser informada sobre a identidade do dador.

"Não pensamos nele como um pai. Ele é um dador (de esperma), não um pai", afirmou Natalie Woods, adiantando que as duas mulheres planeiam, num futuro próximo, avançar para uma união civil e ter mais filhos.

A ausência de um modelo masculino para a pequena Lily-May não preocupa Woods, que explica que tanto ela como Knowles têm muitos amigos, assim como têm muitas amigas mais velhas que desempenharão o papel de avós junto da bebé: é que os pais de Knowles já faleceram e os de Woods recusam a homossexualidade da filha.

DN

"Com o diploma na mão só nos resta a emigração"...


Centenas de pessoas assistiram ontem ao desfile académico que partiu da Avenida Europa e percorreu algumas das principais ruas da cidade, tendo paragem obrigatória no Rossio para apresentação de uma performance especialmente preparada para o júri.
Apesar de não ter chovido, as ruas ficaram completamente encharcadas depois de tantos "banhos" de cerveja e vinho que os estudantes deram uns nos outros ao longo do percurso.
Finalistas e caloiros uniram-se para dar à cidade um colorido diferente e bastante animação por algumas horas. Muitos alunos optaram por ilustrar o seu curso, decorando carrinhas, tractores e camiões com símbolos e objectos característicos de cada um.
Porém, certos cursos não deixaram passar a oportunidade de fazer as habituais críticas às políticas do Governo. No carro de Engenharia Civil podia ver-se um TGV que transportava a frase: "Finalmente TGV em Viseu". Os viseenses e os visitantes perceberam a mensagem que fazia alusão à falta de transporte ferroviário na cidade.
Já o curso de Gestão de Empresas decidiu atingir o Governo no seu sector económico e deixou a pergunta no ar: "Onde anda o nosso dinheiro?", para depois responder: "Está fugido!!!". A frase vinha acompanhada de um porco mealheiro gigante com o Zé Povinho a tentar colocar um euro na ranhura.
Os estudantes de Engenharia Alimentar chamaram à atenção para a luta travada entre a "comida saudável" e a "comida de plástico", combate que não está a ser fácil nos dias de hoje.
A grande preocupação de todos os que acabam o curso este ano é a falta de emprego que assola o país. No entanto, só o curso de Enfermagem do Instituto Piaget pintou as t-shirts com a realidade com que se deparam muitos recém-licenciados: "Com o diploma na mão, só nos resta a emigração".
Quem chamou a atenção, não só pela organização como pela música em alto volume, com canções originais e coreografias contagiantes foi o curso de Marketing que dançou ao som de Michael Jackson, mas numa versão adaptada.
Os alunos de Engenharia Mecânica não quiseram que os colegas passassem fome e, além de muita bebida, ofereceram bifanas assadas na hora num grelhador em cima da carrinha do curso. Houve carne, animação e álcool ao longo de todo o cortejo, que terminou no recinto da feira semanal.

DV

Tuberculoso faz sucesso com raps no YouTube...

Um australiano, internado no hospital com tuberculose, tornou-se uma celebridade na Internet, por ter gravado vídeos a cantar rap e colocá-los no YouTube.

Christiaan Van Vuuren, de 27 anos, internado há quase quatro meses, arranjou maneira de combater o tédio, utilizando a webcam para filmar as canções que ele próprio compõe, descrevendo a doença de uma maneira cómica.

A intenção era mostrar o quotidiano no hospital aos amigos e familiares, para além de se manter entretido. Van Vuuren nunca imaginou que o primeiro vídeo fosse ser visto por duas mil pessoas nas primeiras horas de presença no YouTube.

«Pensei que ficaria isolado em quarentena, mas estou com mais amigos em todo o mundo do que alguma vez tive», contou à BBC.

O sucesso foi tanto que Van Vuuren foi contactado pela Organização Mundial da Saúde, que pediu um vídeo especial a explicar a doença e os sintomas, para o Dia Mundial da Tuberculose.

TVi24

Disneyland Paris expulsa «princesas» do recinto...

Um dia de princesa era o que Natasha Narula pretendia dar à filha, de visita à Disneyland de Paris para comemorar o 35º aniversário da mãe . No entanto, o encanto do parque de diversões não se estendeu à administração, que quebrou a magia do momento, expulsando-as.

Para o dia especial na Disneyland, mãe e filha compraram fantasias de princesa para festejar e passear no parque francês.

No entanto, assim que a dupla real entrou no espaço a alegria durou menos de uma hora. Mãe e filha foram paradas por seguranças, que lhes pediram que voltassem para o hotel e mudassem de roupa, pois assim não poderiam permanecer no centro de diversões.

De acordo com o jornal «Mail Online», a administração do parque francês considerou que as fantasias de Natasha e Drew estavam muito parecidas com as roupas das princesas da Disney e que elas não podiam circular no recinto naqueles trajes.

Humilhadas, mãe e filha abandonaram o parque e passaram o aniversário noutro local.

TVi24

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Primeira pagina - 22 - 04 - 2010

Civilização perdida - Inca...

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Viseu Cidade Viriato

Brasil: Padre preso por pedofilia...

Padre Luiz Marques Barbosa é acusado de pedofilia
Padre Luiz Marques Barbosa
é acusado de pedofilia

Cadeia televisiva conseguiu filmar sacerdote durante crime com câmara oculta.

Um padre de 84 anos foi preso na segunda-feira no Estado de Alagoas, nordeste do Brasil, acusado de pedofilia. O caso terá sido revelado há um mês, depois de uma câmara oculta ter gravado o sacerdote a manter relações sexuais com uma criança frente ao altar da paróquia.

"O juiz Romulo Vasconcelos ordenou domingo a prisão preventiva do padre Luiz Marques Barbosa, para o impedir de fugir, após a audiência da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre pedofilia", declarou um porta-voz da polícia militar de Arapiraca.

A divulgação das imagens pela cadeia de televisão SBT provocou um escândalo no Brasil, país onde 74 por cento dos 190 milhões de habitantes se declaram católicos.

"A prisão preventiva tem uma duração de 30 dias mas o advogado do sacerdote vai sem dúvida apresentar recurso", disse o responsável da polícia militar.

A audiência da Comissão de Inquérito em Arapiraca durou três dias, durante os quais foram ouvidas 26 testemunhas e alegadas vítimas.

O vídeo que incrimina o padre foi difundido durante a audiência.

No final, o padre Barbosa pediu perdão mas negou os factos: "Não sou pedófilo."

A assistente do sacerdote, bem como o seu motorista, foram igualmente detidos, acusados de prestar falsos depoimentos durante o julgamento.

Dois outros padres estão sob suspeita de crimes de pedofilia, tendo ficado impedidos de ausentar da cidade até final da investigação.


CM

AVISO: As seguintes imagens são extremamente perturbadoras e não devem ser vistas por menores de idade ou pessoas impressionáveis.



Portugal no topo dos serviços públicos online...

Portugal é o quarto melhor país da União Europeia em sofisticação de serviços públicos online, segundo o ranking de 2010 da Comissão Europeia.

O ranking, encomendado à consultora Capgemini, mede a acessibilidade do acesso aos serviços públicos electrónicos.

Embora datado de 2010, baseia-se em dados de 2007, que mostram que, em três anos, Portugal passou da cauda da Europa para o quarto lugar.

Este estudo mede o uso que os portugueses fazem dos serviços públicos electrónicos não só em termos de impostos, mas também para procurar emprego, pedir documentos pessoais, certificados, registos automóvel, licenças de construção e até declarações à policia.

Juntas de freguesia ajudaram

Para a Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), o quarto lugar conseguido por Portugal deve-se, "em grande parte", ao contributo das juntas de freguesia que, "a título voluntário", disponibilizam computadores e funcionários para preencher e enviar via Internet as declarações de IRS das populações mais desfavorecidas.

"Só no ano passado, as juntas de freguesia submeteram mais de 40 mil declarações electrónicas, o que ajudou Portugal a subir no ranking", afirmou à Lusa o presidente da ANAFRE, Armando Vieira.

No que respeita ao IRS, a ANAFRE diz que a ideia inicial e que foi alvo de protocolo era a de as juntas de freguesia apenas disponibilizarem o equipamento, mas na prática, diz Armando Vieira, "em muitos casos são os funcionários da junta que pedem a senha de IRS electrónico e preenchem e enviam" a declaração do imposto.

Por cada declaração de IRS, a junta de freguesia recebe três euros mas, apesar de o valor ser quase simbólico, o número de aderentes tem aumentado e este ano já vai em 850.

O ranking encomendado pela Comissão Europeia mede ainda a disponibilidade dos serviços online, ocupando Portugal o terceiro lugar entre os 27 Estados-membros da União Europeia.

No ranking divulgado pela Comissão Europeia em 2005, Portugal era o 14º país da Europa na disponibilidade de serviços online e 13.º na sofisticação de serviços online.

JN

Galo começa vida nova... como galinha...

As raposas sempre gostaram de caçar galinhas. Na Toscana, em Itália, o facto não é excepção e uma raposa ladina atacou um galinheiro e matou todas as galinhas, deixando apenas o macho, o galo Gianni, que é o personagem desta história. Desde a morte das companheiras, Gianni nunca mais foi o mesmo, de acordo com o jornal italiano «Il Messaggero».

O galo encarnou o espírito de galinha, começou a cantar como tal e até se dedicou a chocar ovos, que são cobiçados como uma verdadeira relíquia. O dono do galo entregou o animal a especialistas, para averiguarem a mudança do bicho.

Um biólogo do departamento de Agricultura de Toscana referiu que pode tratar-se de um gene de sobrevivência, dada a morte de todas as galinhas. «O galo só pode garantir o futuro da linhagem tornando-se uma galinha», sustentou.

O galo transexual continua a chamar-se Gianni, o que talvez aumente a sua crise de identidade. A causadora de toda esta trapalhada, a raposa, continua em parte incerta.

TVi24

Venha ao Obama ver uma sessão de strip...

O presidente norte-americano Barack Obama anda nas bocas do mundo. Desta vez, foi escolhido para dar nome a um clube de striptease.

Um empresário chinês resolveu chamar Obama ao clube em Xangai, de forma a garantir a popularidade do estabelecimento, informa a Globo.

Na capital chinesa multiplicam-se os cartazes a anunciar a abertura do clube dia 26 de Abril, e também foi criado um site link externo na Internet.

TVi24

Preso por vomitar em menina durante um jogo...

Numa partida de basebol, são vários os percalços que podem acontecer. Na Filadélfia, um americano de 21 anos foi acusado de vomitar intencionalmente uma menina de 11 anos, durante um jogo.

Matthew Clemmens assistia a uma partida do Philadelphia Phillies, quando ocorreu o incidente, noticia o G1.

O autor do vómito foi preso e está a ser investigado pela Polícia da Filadélfia

TVi24

Executivo de Obama é ameaça para 75% dos americanos...

Executivo de Obama é ameaça para 75% dos americanos

Maioria dos inquiridos revela que não confia em Washington. Democratas gozam sempre de menos popularidade

O Centro de Pesquisa Pew publicou, ontem, os resultados de uma sondagem segundo os quais 75% dos americanos inquiridos sentem que o Governo federal é para eles uma "ameaça" enquanto 80% afirmam não ter confiança em Washington. Este resultado, um dos mais baixos em 50 anos, causou alguma surpresa no Pew, cujos técnicos sentiram a necessidade de repetir a pesquisa para ter a certeza de que não havia engano.

O mesmo estudo revela que 22% dos inquiridos confiam "quase sempre ou a maior parte das vezes" no Governo e instituições, enquanto 19% estão "basicamente satisfeito" com Washington.

Três questões foram colocadas a um universo de 2505 pessoas: se estavam satisfeitas, frustradas ou zangadas com o Governo federal, de Barack Obama. E três em cada quatro afirmaram-se frustradas ou zangadas, enquanto uma em cada três afirma que o Governo é a "maior ameaça" à sua liberdade.

Andrew Kohut, director do Centro, explicou existirem as condições perfeitas para esta hostilidade: economia em mau estado, reacção ao partidarismo em Washington e profundo descontentamento com o Congresso e os eleitos durante o debate da saúde. Os vários departamentos são também alvo de críticas dos cidadãos.

"A reforma da saúde contribuiu, no segundo semestre do ano passado, para este aumento da preocupação com o poder do Governo", disse Kohut . E sublinhou: "O público quer um governo menos interventivo."

Os resultados desta sondagem contrastam profundamente com o primeiro estudo de opinião feito pelo Centro Pew: foi em 1958 e, então, 73% dos americanos afirmavam confiar no seu Executivo.

Para alguns analistas, como Derek Thompson, a desconfiança dos americanos face ao governo federal é uma questão "estrutural". Prende-se com a cultura dos americanos que, amantes da sua liberdade, recusam a intervenção do Estado. Ora tendo em conta que as administrações democratas são, normalmente, mais interventivas na vida do país, não surpreende - como sublinha Kohut - que registem um índice menor de confiança por parte dos cidadãos. Os recordes de desconfiança foram registados no tempo dos presidentes Jimmy Carter e Bill Clinton e, ainda mais, no do republicano George W. Bush.

Antes da chegada de Obama ao poder, sublinha Andrew Kohut, as pessoas estavam bastante divididas quanto ao tamanho de governo que o país precisava: 42% queriam um governo pequeno e 43% desejavam um maior governo. Agora, 50% querem um Executivo pequeno e pouco interventivo e 39% desejam-no maior e fornecedor de mais serviços.

Kohut, ao sintetizar o estudo de 140 páginas, explica que o intenso sentimento anti-Governo se concentra entre os republicanos, independentes e outros que alinham com os republicanos ou a eles estão ligados como é o caso do Tea Party - movimento conservador que recusa impostos.

O director do Centro Pew lança um alerta: face ao estudo, os democratas vão sair penalizados das eleições intercalares.

DN

Paulo Sérgio escolhido para treinar o Sporting na próxima época...

Paulo Sérgio será o treinador do Sporting na próxima época. A informação foi assegurada ao JN por fonte próxima das negociações e, entretanto, confirmada pela SAD de Alvalade em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

"A SPORTING - Sociedade Desportiva de Futebol, SAD, vem informar ter chegado a acordo com o Vitória Sport Clube para a cedência da Equipa Técnica, liderada pelo Treinador Paulo Sérgio, o qual assumirá o comando técnico da equipa profissional do Sporting na época desportiva de 2010/11", lê-se no comunicado enviado à CMVM hoje, terça-feira.

No documento é referido ainda que "o contrato de trabalho celebrado com o Treinador Paulo Sérgio será válido por duas épocas desportivas, tendo sido conferida opção, à Sporting, SAD, para prorrogar o aludido contrato por mais uma época desportiva, a de 2012/13".

O ainda treinador do Vitória de Guimarães há muito que vinha a ser "estudado" pelos dirigentes sportinguistas, tendo colhido informação em diversos quadrantes. Porém, a maior qualidade vista pelo estado-maior sportinguista prende-se com a capacidade que o técnico tem em conciliar a aposta em jovens valores, com a aposta em objectivos desportivos bem vincados que passem por conquistas de troféus.

Leões pagam 500 mil euros

Prevalece, assim, a vontade do novo homem forte do futebol leonino - Costinha -, que sempre se mostrou inclinado para a escolha de um treinador português, conhecedor do plantel leonino e do campeonato nacional.

Paulo Sérgio tem mais um ano de contrato para cumprir com o Vitória de Guimarães, mas a cláusula de rescisão está fixada em 500 mil euros. Seja como for, Paulo Sérgio havia iniciado já a preparação da próxima época vimaranense, como confirma a referenciação de Ricardo (Paços de Ferreira), jogador que foi indicado pelo técnico.

JN

Brasília ainda moderna ao fazer 50 anos...

Brasília ainda moderna ao fazer 50 anos

Os brasileiros assinalam amanhã meio século da sua capital, onde sobressai a arquitectura de Oscar Niemeyer. Uma arquitectura moderna para uma cidade que queria estar na vanguarda de um país. Hoje, 50 anos depois, o Brasil está entre as dez potências económicas mundiais. O presidente Juscelino Kubitschek, se fosse vivo, continuaria a ver desigualdades, mas estaria satisfeito com a sua obra

"Deste Planalto Central, desta solidão que em breve se transformará em cérebro das altas decisões nacionais, lanço os olhos mais uma vez sobre o amanhã do meu país e antevejo esta alvorada com fé inquebrantável e uma confiança sem limites no seu grande destino", dizia o presidente brasileiro Juscelino Kubitschek a 2 Outubro de 1956. Era a primeira vez que visitava o local vazio onde menos de quatro anos depois estaria construída Brasília.

Kubitschek, eleito com o lema "50 anos em 5", queria uma cidade que "simbolizasse ao mesmo tempo uma sociedade jovem, ousada, dinâmica e democrática". O Plano--Piloto projectado por Lúcio Costa conseguia tudo isso. No papel, ganhava a forma de um avião: ao longo da cabina ficava a esplanada dos ministérios; nas asas, a área residencial e de serviços. As suas largas avenidas eram a tela perfeita para a arquitectura moderna das curvas de Oscar Niemeyer (que ainda trabalha, aos 102 anos).

A capital que amanhã faz 50 anos queria também ser a rampa de lançamento para a modernização do país. Meio século depois, o Brasil continua a ser um país de desigualdades entre o litoral e o interior (um dos aspectos que Kubitschek pretendia mudar) e entre ricos e pobres, mas é também um gigante que está entre as dez maiores economias do mundo. O Brasil tem uma voz, que não se esgota no carisma do seu Presidente, Lula da Silva.

Quatro anos depois da inauguração de Brasília, chegou o golpe militar e a democracia só regressaria em 1985. As políticas económicas do regime, que nos primeiros anos tinham ajudado a combater a dívida deixada pela construção da capital, acabaram por deixar o país com hiperinflação e ainda mais desigual. Seguiram-se mais anos negros para Brasília, com o impeachment de Fernando Collor de Mello. Eleito em 1994, Fernando Henrique Cardoso iria liderar a recuperação económica com uma política que Lula da Silva seguiria oito anos depois.

Nos 50 anos de Brasília, o país tem motivos para comemorar - até o Rio de Janeiro (a antiga capital) se pode juntar aos festejos, após ter ganho no ano passado a organização dos Jogos Olímpicos de 2016. Mas pelo menos uma pessoa estará ausente dos festejos programados para amanhã no Distrito Federal: o ex-governador José Roberto Arruda, que esteve preso por corrupção e perdeu o seu mandato. Desde ontem que o seu antigo aliado, Rogério Rosso, assumiu o cargo, que deverá manter até ao final do ano.

Brasília pode ser um símbolo de modernidade, mas não perdeu os vícios do passado.

VÍDEO: Brasília consolida-se como pólo de poder e de alto rendimento per capita

DN

Ruas anunciou encerramento definitivo do "caso das pedradas"...


O presidente da autarquia viseense aproveitou ontem a utilização da palavra "pedradas" por parte do presidente da Assembleia Municipal de Viseu, Almeida Henriques, para anunciar que "já não há problemas em usar a expressão", anunciando que o processo em que era acusado de incentivo à violência, mais conhecido como "caso das pedradas" está, de uma vez por todas, encerrado.
O edil revelou aos deputados que o Ministério Público não recorreu da decisão do Tribunal da Relação do Coimbra que o absolveu depois de inicialmente ter sido condenado pelo Tribunal Judicial de Viseu por, numa Assembleia Municipal de Junho de 2006, ter proferida a polémica frase "Arranjem lá um grupo e corram-nos à pedrada", respondendo assim às queixas dos presidentes de Junta relativas à actuação dos vigilantes da natureza.
Em declarações à comunicação social, Fernando Ruas disse que decidiu falar depois de terem passado todos os prazos para recorrer, inclusive os três dias em que é possível fazê-lo pagando multa.
Tal como tinha prometido no passado mês de Março, quando a decisão do Tribunal da Relação foi conhecida, o edil falou, pela primeira vez, desde que foi acusado pelo Ministério Público, sobre o caso, explicando que "o que se passou era algo que, enquanto eleito e responsável por representar uma comunidade, me inquietava, porque nunca se sabia que posição é que se podia tomar, de que liberdade é que dispúnhamos", revelando que se sentiu inibido de tomar "algumas posições públicas".
O autarca criticou os "ouvidos sensíveis" do procurador-
-geral da República que o levaram a avançar com o processo judicial, lembrando que o mesmo não aconteceu em situações que considera idênticas passadas na Assembleia da República, dando o exemplo de Manuel Pinho e, mais recentemente, do primeiro-ministro.
Fernando Ruas revelou ainda que o destinatário das polémicas afirmações feitas há quase quatro anos no Solar dos Peixotos foi José Manuel Oliveira, que, na altura, estava sentado ao seu lado como vereador da oposição e que ocupava também o cargo de chefe de divisão de Viseu do Ministério do Ambiente.
"Eu sou muito duro nas discussões, mas dou-vos a minha palavra de honra de que procuro ser correcto", adiantou aos jornalistas, acrescentando que a reacção mais acalorada resultou "de um acumular de situações que tinham ali um intérprete".
"Tem algum jeito que um indivíduo que seja gestor numa comissão de coordenação também seja vereador de uma câmara que depende dela? Ou que esteja dependente de um serviço que manda fiscalizar a acção cujo vereador está contra?", questionou, defendendo que o Governo deveria analisar aquilo que considera serem incompatibilidades.
Fernando Ruas referiu-se ainda às declarações então feitas pelo secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa, que apelidou de pessoa "anti-poder local". "Disse que me devia retratar, pedir desculpas. Também estou à espera agora de um pedido de desculpas do senhor secretário de Estado, que ainda não o fez", finalizou.

Mais duro
Agora que está novamente "livre" para dizer o que lhe vai na alma, Fernando Ruas fez questão de explicar ainda na Assembleia Municipal que será "muito mais duro" nas suas apreciações relativas às intervenções feitas pelos deputados.
O que levou os deputados Fátima Ferreira, João Paulo Rebelo, ambos do PS, e Carlos Vieira, do BE, a mostrarem o seu desagrado.
A primeira acusou o edil de tentar "amedrontar" os presentes, enquanto que o segundo questionou se depois das pedradas vinham agora os penedos. O deputado do BE também não gostou das declarações de Fernando Ruas e explicou que o autarca estava sujeito a processos como o das "pedradas" ao fazer o papel de "Alberto João das Beiras".
O comentário mereceu uma resposta mais intempestiva por parte do presidente da Câmara, que exigiu respeito, para depois admitiu que até estava "invulgarmente calmo".

DV

EUA: Rato morto em lata de esparguete...

Foi nesta lata que descobriram o rato morto
Foi nesta lata que
descobriram o rato morto

Descoberta macabra foi parar ao You Tube.

Uma família norte-americana encontrou um rato morto ao abrir uma lata de esparguete com almôndegas da marca Chef Boyardee e resolveu documentar a macabra descoberta num vídeo que foi de seguida colocado no site de partilha You Tube.

"Quando abri a lata estava com a cara muito próxima e percebi logo que havia um roedor morto no topo. Nem sequer conseguia ver o esparguete e as almôndegas", disse Jennifer Aker, uma dona de casa da cidade de Bridgetown, no estado do Ohio.

Depois de abrir a lata, Jennifer Aker contactou a ConAgra, empresa que produz o produto, tendo-lhe sido pedido que enviasse uma fotografia e guardasse o conteúdo da lata no frigorífico para este ser posteriormente submetido a análises.

Num comunicado, a ConAgra garantiu que "leve muito a sério todas as reclamações dos consumidores". "Quando um deles tem uma má experiência encarregamo-nos de encontrar a fonte do problema e de solucioná-lo", acrescenta.

CM


quarta-feira, 21 de abril de 2010

Primeira pagina - 21 - 04 - 2010...

Escuteiros obrigados a apresentar registo criminal...

Escuteiros obrigados a apresentar registo criminal

12 mil chefes escutistas terão de provar até final do mês que têm registo criminal limpo para trabalharem com crianças

Os 12 mil escuteiros- chefes portugueses estão obrigados a ter um cadastro limpo para continuar a liderar os seus grupos. Ou seja: na ficha criminal destes voluntários não pode estar registado nenhum crime contra crianças: seja violação, coacção sexual, abuso sexual, lenocínio ou maus tratos. Esta semana, o Corpo Nacional de Escutas (CNE) enviou uma circular para todas as delegações regionais de forma a que, até dia 30, os escuteiros-chefes - 12 mil no universo dos 70 mil escuteiros existentes no País- apresentem o registo criminal limpo para poderem continuar a sua actividade.

O princípio está na lei publicada em Setembro de 2009, que obriga a que as entidades recrutadoras de actividades, remuneradas ou não remuneradas, com contacto regular com menores peçam um certificado de registo criminal. E só depois de verificarem que esse cadastro está limpo é que poderão ser contratados.

Na prática, a lei afecta todas as actividades em que haja contacto com crianças, como escuteiros, mas também colónias de férias e instituições sociais. Quanto aos professores, já entregavam o registo criminal no início da carreira (ver texto secundário). "A lei foi feita a pensar em institutos de apoio a crianças e não tanto para os casos dos professores", explica ao DN Ricardo Rodrigues, deputado do PS, que esteve nas negociações da lei na última legislatura. "E esta lei não tem efeitos retroactivos, por isso é obrigatório apenas para as contratações a partir de Setembro."

Apesar disso, Carlos Alberto Pereira, chefe nacional do CNE, adiantou ao DN que pediu a todos os escuteiros que supervisionam as actividades dos mais novos esse certificado: "Os que já estavam contratados e os que vão estar, de forma a dar o exemplo", explicou. "Isto porque a lei não é suficientemente explícita", concluiu.

Luís Villas-Boas, do Refúgio Aboim Ascensão, instituição de acolhimento de crianças, também assumiu que essa prerrogativa já é prática da casa. "Pedimos a todos os funcionários que aqui estão - 97 mulheres e cinco homens - para apresentarem o seu registo criminal desde que essa lei começou a ser discutida, há um ano."

A lei aprovada em 2009 é clara: "No recrutamento para profissões, empregos, funções ou actividades, públicas ou privadas, ainda que não remuneradas, cujo exercício envolva contacto regular com menores, a entidade recrutadora está obrigada a pedir ao candidato a apresentação de certificado de registo criminal". Sendo que o regime é extensível para aferição dos pais candidatos à adopção.

No caso dos escuteiros, o CNE garante que cada chefe de agrupamento recebe a informação num envelope fechado e esta será tratada na maior das confidencialidades.

Um dos casos que suscitaram esta discussão na altura ocorreu em 2003, quando o director e 13 monitores da colónia de férias da Associação de Coordenação e Apoio Juvenil , em Brunheiras, Vila Nova de Milfontes, foram acusados de abusos sexuais. As vítimas teriam sido 23 menores dependentes, com idades dos 13 aos 17 anos, que passaram férias na colónia.

DN

O mundo perdido de Atlântida...

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Viseu Cidade Viriato

Escândalo sexual abala selecção francesa...

Um dos jogadores da selecção francesa teria tido relações sexuais  com uma menor
Um dos jogadores da selecção francesa
teria tido relações sexuais com uma menor

A dois meses do Mundial da África do Sul.

Um jogador da Selecção francesa de futebol está a ser alvo de inquéritos por ter tido relações sexuais com uma prostituta menor.

Um bar de alterne estaria sob investigação, quando a polícia judiciária francesa descobriu que muitos jogadores franceses eram clientes habituais. Entre eles encontrava-se um médio atacante da Selecção nacional daquele país.

O elemento da Selecção, cuja identidade não foi revelada, teria tido relações sexuais em 2009, pela primeira vez, sem ter conhecimento da sua idade, de acordo com o jornal desportivo 'L’Equipe' e poderá enfrentar uma pena de prisão até três anos e 45 mil euros de coima, caso seja considerado culpado.


CM

Trio faz assalto e atira contra GNR...

O trio suspeito circulava a alta velocidade junto ao campismo  quando foi detectado por uma patrulha da GNR
O trio suspeito circulava a alta velocidade
junto ao campismo quando foi detectado por uma patrulha da GNR

Albufeira: Suspeitos foram identificados.

Pouco faltava para as 02h30 da madrugada de ontem, quando os três jovens decidiram assaltar os escritórios da fábrica e pastelaria ‘Panito Mole’, em Albufeira. Queriam dinheiro e tabaco.

Surpreendidos no acto – e depois de terem provocado danos significativos no estabelecimento – puseram-se em fuga, a pé, abandonando no local um carro roubado, ao qual tinham feito uma ligação directa, apurou o CM junto de fonte da empresa.

Na fuga, o trio roubaria outra viatura mas, quando circulava a alta velocidade na EN 395, nas proximidades do Parque de Campismo de Albufeira, a sua sorte acabou: uma patrulha da GNR, que procurava os suspeitos, viu-os passar um sinal vermelho e perseguiu-os de imediato.

Quando se aperceberam da aproximação dos militares, efectuaram um disparo e deixaram a viatura, pondo-se novamente em fuga apeada. Acabariam por ser localizados algum tempo depois pela GNR, na zona do Algarve Shopping. Contudo, dada a ausência de flagrante delito, foram apenas identificados. A arma de fogo não foi encontrada.

Fonte próxima da investigação admitiu ao CM uma possível ligação dos suspeitos a um gang juvenil que actua em Albufeira e que se dedica a roubos com violência e furtos no interior de habitações e estabelecimentos comerciais.

Fonte do Comando da GNR na região escusou-se a entrar em pormenores sobre o caso, frisando que, uma vez que se registou um tiro, o mesmo passou para a alçada da Polícia Judiciária, a quem compete a investigação. Confirmou, porém, a atitude suspeita do trio, bem como o tiro alegadamente efectuado contra a GNR e ainda a sua fuga e posterior localização e identificação.

APONTAMENTOS

ASSALTO

No assalto aos escritórios da fábrica e pastelaria Panito Mole, em Albufeira, os assaltantes roubaram algum dinheiro, danificaram a máquina de tabaco e removeram a registadora. Danificaram também as câmaras de vigilância do estabelecimento.

UM SÓ TIRO

Os assaltantes terão efectuado um único disparo contra a patrulha da GNR que os perseguiu. Ter-se-ão em seguida desfeito da arma, que se presume que seja uma pistola, na fuga que encetaram a pé, pelo meio do mato. A arma continuava ontem a ser procurada.

GANG

As autoridades admitem a ligação dos três suspeitos, cuja idade não foi divulgada, a um gang juvenil de Albufeira, referenciado e já com vários processos por roubos com violência e furtos no interior de habitações e estabelecimentos comerciais.

CM

Osama Bin Laden também tem facebook...

Bin Laden

É um fenómeno em todo o mundo. O facebook é capaz de atrair toda a gente, até Osama Bin Laden.O líder da al Qaeda, ou alguém no seu lugar, aderiu à rede social que usa para publicar vídeos e discursos para os militantes islâmicos.

Os vídeos mostram cenas de grupos de terroristas espalhados em todo o mundo, um deles mostra até um grupo de al-Qaeda no Afeganistão em formação.

De acordo com o «The Sun», no site aparecem mensagens escritas em árabe, contudo já começam a circular mensagens também em inglês. Segundo a mesma fonte, o perfil tornou-se activo a 25 de Março e já atraiu cerca de 1.000 extremistas.

Na quinta-feira passada, um perito de segurança pediu aos proprietários do Facebook para fechar a página de perfil, denominada «O líder dos Mujahidin, Osama bin Laden». No entanto, o facebook não tem explícita uma política anti-terrorista que lhe permite não aceitar Osama Bin Laden. Declaração de Direitos e Responsabilidades link externoobserva apenas que não é permito postar conteúdos ou realizar acções que infrinjam ou violem direitos alheios ou a lei.

TVi24

Jovem de Famalicão decorou 28 mil matrículas...

Bastam cerca de quatro ou cinco segundos para que o jovem Filipe Silva, natural de Famalicão, consiga memorizar a matrícula de um carro que passa na rua.

O jovem assegura que desde 2004 já memorizou mais de 28 mil matrículas. « E não me perguntem como sei que são 28 mil, porque nem eu sei como consigo contabilizar».

Mas não é tudo. Filipe Silva com a sua memória fotográfica fora do comum, retém ainda a marca, o modelo, o número de portas, a categoria, a cor, o ano de registo, a fábrica, a zona territorial, a empresa onde está colectada a viatura e a cara dos condutores.

Ao todo, são informações de uma só vez. «Às vezes, até me arrepio com tanta informação. Devo ter um chip de um milhão de gigas no cérebro», brinca o jovem de 30 anos, vendedor de peças de automóveis.

Este hobbie surge de forma natural «sem precisar de qualquer tipo de concentração». Por dia, Filipe Silva diz memorizar cerca de 170 matrículas, «quando há tanta gente que nem sequer consegue decorar a sua».

Filipe Silva apercebeu-se que memorizava matrículas com grande facilidade, quando estava num bar e o Dj repetiu uma matrícula. «Associei logo a matrícula do carro à cara do dono e fui chamá-lo. Nesse dia apercebi-me que também sabia a matrícula de outras pessoas que estavam no bar», contou o jovem à agência Lusa.

O jovem, que assegura ter decorado a tabuada em menos de um minuto e ter feito o exame de código em minuto e meio. A sua memória visual será testada brevemente, já que está à espera «de fazer as provas para entrar no Guinness».

«Quero muito entrar para o Guiness, pois nem a Prossegur tem uma base de dados tão rápida como a minha», assegurou, revelando que até a agenda de telefones do seu telemóvel tem as entradas por matrículas, em vez dos nomes.

Além da facilidade em memorizar chapas de matrícula, Filipe Silva garante também conseguir «em 22 segundos, tocar sem erros uma melodia» que acaba de ouvir na rádio.

TVi24

Casaram-se online por causa do bloqueio aéreo...

O bloqueio aéreo europeu está a ter efeitos um pouco por todo o mundo. Ao que parece, a nuvem de cinzas insiste em estragar os planos de milhares de pessoas, até de um casal de noivos.

Mas os namorados, um britânico e uma australiana, não se deram por vencidos e nem um vulcão os fez desistir do seu grande sonho: casar.

A decisão tinha sido tomada há três semanas, na Austrália, e o casamento estava já marcado para este fim-de-semana, na cidade inglesa de Ealing.

No entanto, ao tentar voar para a Inglaterra, Sean Murtagh e Natalia foram surpreendidos pelo caos aéreo e obrigados a permanecer no Dubai. Um pequeno contratempo que não fez com que alterassem os seus planos.

A paixão do casal não cedeu... nem a um vulcão. E os noivos decidiram casar-se online.

Os funcionários do hotel ajudaram o casal a preparar a transmissão da cerimónia via net para que os parentes e amigos pudessem acompanhar tudo.

«Os empregados decoraram o hotel. Fizeram um bolo de três andares e arranjaram um computador portátil com o programa Skype e um projector», revelou o noivo, satisfeito.

Um casamento original, diz Carolina Black, que conduziu a cerimónia online a partir de Londres. Afinal «foi um casamento como outro qualquer, só a noiva e o noivo não estavam presentes».

TVi24

Criança de 10 anos é a nova estrela do Youtube...

Uma criança de 10 anos é a nova sensação do "Britain's Got Talent". Chloe Hickinbottom emocionou júri e público e já é famosa no Youtube. Veja o vídeo.

JN

Milhares de estudantes e familiares ruidosos na bênção das pastas...

Milhares de estudantes dos três estabelecimentos de ensino superior
de Viseu, além de familiares e amigos, encheram no domingo à tarde,
a Sé, além de todo o Adro, para participar na bênção das pastas, cerimónia
que marcou o arranque da Semana Académica

A Semana Académica 2010 arrancou ontem com a realização da cerimónia da bênção das pastas dos finalistas.
A chuva que se fez sentir durante quase toda a manhã e início da tarde levou a que a eucaristia, presidida pelo bispo de Viseu se realizasse na Sé e não no Adro, como é habitual, obrigando a separar os estudantes dos seus familiares e amigos que tiveram de assistir no exterior à cerimónia. Curiosamente, a chuva deu tréguas durante a bênção e os guarda-chuvas que se abriram tiveram como "missão" proteger do calor dos raios de sol.
No interior da Sé, o bispo de Viseu desejou a todos os finalistas que a sociedade lhes dê as oportunidades que merecem, lembrando que num mundo em que os valores se inverteram e a prioridade é dada à cobiça e ao lucro, o objectivo de cada um dos jovens que agora se lançam no mercado do trabalho deve ser o de perseguir as causas do verdadeiro desenvolvimento integral da sociedade e das pessoas. "O mundo precisa de ser muito melhor e deve sê-
-lo, com o contributo de cada um", referiu.
D. Ilídio Leandro sublinhou ainda que "a base do verdadeiro sucesso está no amor que se coloca em tudo o que se faz e na alegria que se dá aos outros".
Telemóveis, conversas
e garrafas de vinho
No entanto, o bispo de Viseu também foi obrigado a falar na falta de educação de muitos dos presentes, já que, apesar de insistentes pedidos de silêncio, para que a cerimónia se realizasse de forma ordeira, como se exige de uma eucaristia, muitos estudantes preferiram pôr a conversa em dia, com os colegas do lado ou com os familiares no exterior através do telemóvel.
O barulho chegou a ser quase ensurdecedor e os pedidos, tanto por parte de D. Ilídio Leandro, como por parte de vários sacerdotes presentes surtiram poucos efeitos. O bispo lembrou que os jovens estavam ali por vontade própria e não por obrigação.
Os estudantes em causa preferiam continuar as suas conversas e fazer poses para os fotógrafos a meio da eucaristia, mas pelo menos as garrafas de litro e meio de vinho - mais ou menos escondidas debaixo das capas - não foram abertas durante a cerimónia.

DV

terça-feira, 20 de abril de 2010

Primeira pagina - 20 - 04 - 2010...


Vulcão entra em erupção na Islândia...

Viseu Cidade Viriato

CARAL - The Lost City of the Andes...

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Viseu Cidade Viriato

Oito falsos dentistas condenados a penas de prisão...

Oito falsos dentistas condenados a penas de prisão

Em pouco mais de dois anos, foram desencadeadas 38 queixas-crime e recolhidas 47 denúncias, sobretudo ligadas a má prática.

Oito falsos dentistas foram condenados a penas de prisão e multas nos últimos dois anos, por exercício ilegal da profissão e usurpação de funções, de acordo com dados da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD). O bastonário, Orlando Monteiro da Silva, disse ao DN que a maior parte dos casos culminaram "em penas suspensas de dois anos e pagamentos de multas", que foram de 800 a 12 mi l euros.

O médico avançou que em 2008, 2009 e nos primeiros meses de 2010 foram recebidas 47 denúncias e contabilizadas 38 queixas-crime, das quais oito terminaram em condenações. "Até agora, nunca perdemos uma acção", refere.

Apesar de estarmos perante dezenas de casos de provável má prática, exercício ilegal ou incumprimento das condições de higiene, Orlando Monteiro da Silva garante que "esta é apenas a ponta do icebergue. Há muitos casos que não são punidos e outros não se conseguem provar porque partem de denúncias anónimas", lamenta.

Apesar de haver bastantes queixas-crime relacionadas com situações que envolvem risco higiossanitário, "cerca de 80% devem-se a casos de usurpação de funções e exercício ilegal", sublinha. No primeiro caso, estamos a falar de situações em que os envolvidos não têm as habilitações para exercer a profissão e ainda se auto-intitulam dentistas; no segundo, não têm a formação necessária, como os protésicos ou odontologistas.

O médico alerta para a existência de redes de emigração, com médicos que estão ilegais no País e não estão registados na Ordem. "Por vezes, há colegas que estão registados e que encobrem a situação. Estes médicos chegam a saltar de clínica em clínica de um determinado grupo ou a trabalhar apenas por três ou quatro meses."

Em todo o caso, há situações de profissionais portugueses e estrangeiros que têm formação mas não estão registados na OMD ou não pediram equivalência em relação ao curso de outro país.

A OMD já fez uma campanha junto das autoridades no âmbito da verificação das unidades e profissionais. O médico apela ainda aos utentes que, "em caso de dúvida, peçam a cédula profissional do médico e verifiquem o cartão identificativo da clínica". O objectivo futuro é que as pessoas possam consultar um site onde estão os médicos inscritos na Ordem.

30/40 fechos por ano

As queixas e denúncias relacionadas com condições higiossanitárias implicam um trabalho conjunto com as autoridades de saúde pública, que podem deter- minar o encerramento das unidades, mesmo que a título temporário. "Só este ano, foram encerradas dez clínicas e consultórios, mas calculamos que haja 30 a 40 encerramentos por ano", acrescenta o bastonário.

Há muitas situações em que não são utilizados os dispositivos médicos autorizados. Exemplo é o recurso a implantes dentários contrafeitos, sem certificação. "Muitas vezes são materiais de baixo custo que podem pôr em causa a saúde do doente." As denúncias partem tanto de utentes como de médicos e mais profissionais de saúde, entre outros.

DN

O crocodilo que já matou 300 pessoas...

O  crocodilo que já matou 300 pessoas

A vida de um crododilo gigante e do homem que tenta apanhá-lo há quase 20 anos. Apesar de medir sete metros de comprimento e pesar uma tonelada, sendo por isso mais lento que os seus parentes dentro de água, tem conseguido escapar a todas as armadilhas que o francês Patrice Faye lhe monta. O seu nome é conhecido e temido em toda a região porque 'Gustave' continua a matar.

Audifax tem 25 anos e foi um dos poucos que escaparam. Mas não mostra com orgulho a sua perna amputada pelo joelho. Não arranja trabalho, é gozado por todos e as mulheres não querem nada com ele. Não é uma estrela, como o crocodilo que, aos 13 anos, o atacou quando tomava banho no lago Tanganica. Não há nas redondezas ninguém que não saiba a história de Gustave, um monstro de sete metros de comprimento, uma tonelada de peso e a fama de ter matado 300 pessoas nos seus estimados 68 anos.

"Que se saiba, é o maior crocodilo africano, o único que vive tão perto de uma cidade e que, além disso, engoliu centenas de pessoas", contou ao El Mundo o explorador francês Patrice Faye, que há quase 20 anos persegue o animal que, por alguma razão desconhecida, resolveu baptizar de Gustave. "A princípio queria matá--lo. Depois pensei que seria melhor capturá-lo e estudá-lo porque é um espécime magnífico e único", admitiu Faye, que há pouco reconhecia à BBC que Gustave era a sua verdadeira "alma gémea".

Os ataques sucedem-se ao longo da costa norte do lago Tanganica e do rio Rusizi. Em duas semanas pode haver seis ou sete relatos e outras tantas vítimas, antes de os habitantes da região se esquecerem do perigo e voltarem ao seu dia-a-dia na água. Meses ou anos depois, o crocodilo-do-nilo volta a atacar. Como é que Patrice sabe que é ele? Porque além das testemunhas falarem de um animal gigante (os "normais" não chegam a superar os 4,5 metros), mencionam a cicatriz na cabeça. O francês pensa que se trata de uma antiga ferida de bala. Uma das lendas diz que Gustave um dia "engoliu" os tiros disparados pelos soldados.

Tal como os outros crocodilos, este caça de forma oportunista. Se houver comida disponível, vai aproveitar. E o seu apetite por carne humana pode ter começado durante os anos da guerra civil na República Democrática do Congo, durante os quais os corpos das vítimas eram lançados ao rio Rusizi de tal forma que se diz que chegavam a entupir a sua foz.

Actualmente, o seu peso torna--o mais lento que o normal dentro da água, razão pela qual deve preferir atacar os humanos. "Ao ser tão grande, é mais lento e então a sua única opção é caçar presas fáceis e na água não há presa mais fácil que os humanos. Não acho que seja uma questão de gosto, mas uma questão do que pode caçar", disse Faye à BBC.

Segundo Patrice, o início da lenda de Gustave remonta ao início dos anos 1990, quando a população do Burundi (80% de etnia hutu), decidiu dar a alcunha de "Gustave" ao então presidente, o ex-general tutsi Pierre Buyoya. O francês acha que nesse momento a sua cruzada para salvar o gigante começou a ter hipótese de se tornar realidade. E colocou definitivamente de lado a licença para matar que tinha tirado anos antes.

"Nunca tive medo quando fui à procura dele. O que verdadeiramente é para mim aterrador é o dia em que ele decidir vir atrás de mim. Então, sim, terei motivos para me preocupar", disse Faye. E não foram poucas as vezes que o francês lhe tentou pôr as mãos em cima - o mais próximo que esteve foi a dois metros. Para um documentário em 2004 construiu uma armadilha gigante: tinha dez metros de comprimento, dois metros de largura e outros tantos de altura. Não resultou.

Há quatro anos, um jornalista da National Geographic juntou-se a Faye para mais uma tentativa para capturar e estudar a lenda. "Encontrar um crocodilo entre milhares, mesmo um tão chamativo como Gustave, prometia ser tão confuso como encontrar Ussama ben Laden", escreveu Michael McRae. No final, acabou por deixar o Burundi sem medir o gigante ou tirar-lhe amostras de sangue e do ADN, depois do reatar dos combates na fronteira.

Mas a busca continua e o pior pesadelo do francês será ver Gustave capturado por outra pessoa que não ele: "Sentiria como se me tivessem roubado algo. Vou permanecer-lhe fiel e espero que ele faça o mesmo."

RELACIONADO

DN

Psiquiatra que violou grávida já em julgamento...

Psiquiatra que violou grávida já em julgamento

O psiquiatra conta com testemunhas conhecidas, como Júlio Machado Vaz.

O médico psiquiatra que em Novembro do ano passado foi detido por suspeitas de ter violado uma sua paciente, grávida de oito meses, vai começar a ser julgado esta terça-feira, nas varas criminais do Tribunal de S. João Novo, no Porto. O caso chocou a opinião pública quando o arguido, que também exercia a profissão no Instituto da Droga e Toxicodependência, foi detido pela Polícia Judiciária, no seu consultório na Foz. Por se tratar de uma violação, o julgamento decorrerá à porta fechada e será conduzido pelo colectivo de juízes da 1ª Vara, presidido por Manuela Paupério, a mesma juíza que condenou o "gangue da Ribeira", no processo "Noite Branca". São muitas as testemunhas que vão depor por videoconferência, nomeadamente médicos a quem a vítima, de 30 anos, residente em Trás-os- -Montes, recorreu antes e após os factos da acusação.

O arguido, João Vasconcelos Vilas Boas, de 48 anos, chamou também em sua defesa um conjunto de testemunhas, entre as quais o sexólogo Júlio Machado Vaz. A defender o psiquiatra estará o advogado Artur Marques, envolvido em outros casos mediáticos como os processos "Apito Dourado", "saco azul" (em que a sua cliente era a ex-autarca Fátima Felgueiras) e mais recentemente o "Face Oculta". Tudo indica que o psiquiatra irá confessar os factos, alegando ter agido num quadro de grande perturbação. Os vestígios de sémen encontrados na vítima durante os exames médico-legais não deixaram dúvidas às autoridades.

Os factos terão ocorrido em Maio de 2009 na clínica do médico, na Rua de Gondarém, na Foz. A mulher, grávida de 34 semanas, sofria de depressão e recorria a João Vasconcelos Vilas Boas, deslocando-se de Bragança para as consultas. Os abusos começaram quando o arguido começou a "massajar-lhe os seios e, exibindo-lhe o pénis erecto, disse-lhe para lho acariciar". De acordo com a acusação, o médico agarrou-a pelos cabelos e, "puxando-lhe a cabeça, tentou introduzir-lhe o pénis na boca". A mulher grávida ainda tentou fugir mas o arguido alcançou--a de novo, puxou-lhe as calças e conseguiu violá-la.

Em primeiro interrogatório, o juiz decretou a suspensão de toda a actividade profissional privada e pública do médico. A Inspecção- -Geral das Actividades em Saúde instaurou também um processo disciplinar ao psiquiatra, depois de uma inspecção ter detectado que o arguido continuava a dar consultas num Centro de Respostas do IDT (organismo público).

DN

Todas as semanas há dez casamentos com menores...

Todas as semanas há dez casamentos com menores

2631 menores casaram-se nos últimos cinco anos. O casamento é a única forma de um adolescente com mais de 16 anos se emancipar.

Paula Figueiredo casou-se aos 16 anos. A decisão explica-se com uma palavra: "Engravidei." E em 1987 aquela era sequência lógica. Mas com as mudanças sociais, o número de casamentos em que um dos noivos tem menos de 18 anos tem diminuído: em 2004 era de 795 e em 2008 foi menos de metade: 335. No total, nesses cinco anos - os últimos para os quais há dados - houve 2631 menores que se casaram, conseguindo assim a emancipação dos pais.

Aliás, em Portugal, ao contrário de outros países, o casamento é a única forma de um adolescente se emancipar e conseguir os mesmo direitos que um maior. E o matrimónio só é permitido a partir dos 16 anos. Mesmo assim, o menor necessita de autorização dos pais ou tutores.

Mas se tradicionalmente a emancipação era uma das principais razões que levava os jovens a casar-se - a par da gravidez -, hoje já não será bem assim, considera Manuela Sampaio, presidente da Associação de Planeamento para a Família (APN). "Os dados empíricos que temos, pelos projectos de intervenção que gerimos em bairros sociais, mostram que hoje a procura da emancipação passa em alguma medida pela maternidade precoce e não pelo casamento", diz. Uma associação que têm procurado combater.

Por outro lado, ao contrário do que acontecia muitas vezes no passado, e como aconteceu no caso de Paula, a gravidez na adolescência já não conduz obrigatoriamente a um casamento rápido. As mães solteiras são mais comuns e socialmente mais bem aceites. "Na altura achei que era a decisão correcta", acrescenta Paula, que hoje não gostava de ver os filhos seguir o mesmo caminho. Afinal, não foi um caminho fácil, apesar de daqui a dois anos celebrar as bodas de prata. "Não por me ter casado, mas porque descobri muita coisa às minhas custas. Casei-me em Julho, depois de terminar o 9.º ano e já não voltei à escola em Setembro", conta.

Manuela Sampaio acrescenta que as jovens quando engravidam "muitas vezes juntam-se mas não casam e não querem a emancipação. São muito disputadas tanto pelas mães como pelas mães dos namorados". Isso não significa, no entanto, que continuem na escola ou que continuem a fazer o que fazem os adolescentes "normais".

Sobretudo raparigas

Se há realidades que estão a mudar, outras continuam iguais: o casamento antes dos 18, e consequentemente a emancipação, é muito mais comum para as raparigas. Dos 2631 menores que se casaram entre 2004 e 2008, apenas 146 eram rapazes. Se compararmos os números de 2008, por exemplo, vemos que houve 104 raparigas de 16 anos a "subir ao altar" e apenas um rapaz da mesma idade.

Mas enquanto os números das raparigas têm descido todos os anos, os dos rapazes, residuais, variam: de 2005 para 2006 aumentaram e de 2007 para 2008 também.

DN

Cozinheiro da PSP angariava prostitutas para bares...

Cozinheiro da PSP angariava prostitutas para bares

O agente principal, conhecido por 'Padrinho' entre os donos do alterne na Margem Sul, frequentou o 1.º curso de Operações Especiais da PSP. É acusado de lenocínio agravado.

Foi no carro Audi A6 que todos os dias conduzia até à messe da Divisão da PSP dos Olivais que as autoridades lhe descobriram 17 peças de lingerie. Aos 50 anos, o agente principal L.M. não se limitava a servir a PSP como cozinheiro. Segundo o Ministério Público (MP), era ele o responsável por angariar prostitutas para vários bares na Margem Sul e no Algarve.

O polícia em causa foi detido em Outubro com outros cinco suspeitos, entre eles proprietários de casas de strip onde o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras surpreendeu brasileiras ilegais em pleno acto sexual.

De acordo com o MP, que conclui agora a acusação, era o agente L.M. quem contratava as mulheres - na sua maioria brasileiras, mas também do Leste e portuguesas - para colocar nesses bares, "fazendo-se valer da sua condição de agente da autoridade".

Nos estabelecimentos de diversão nocturna visitados pelas autoridades havia locais "privados" onde os clientes podiam manter relações sexuais com as mulheres a troco de dinheiro. Nalguns dos bares, o agente L.M. recebia dez por cento, por cada mulher que lá colocasse, e metade do valor apurado por cada serviço. Nalguns casos, as mulheres cobravam 150 euros pelo acto sexual "de relevo", metade entregavam ao dono do bar e a restante metade tinham de dividir com o agente da PSP.

" O arguido angariava mulheres em situação económica difícil e em situação irregular no território nacional", refere o despacho de acusação do MP. "Aproveitavam-se dessa situação de especial debilidade para as colocar a trabalhar mediante comissões", acrescenta.

Esta exploração de mulheres permitia aos arguidos "colher proveitos económicos e manter uma vida de opulência material e financeira", refere o MP. O agente principal L.M. andava sempre ao volante de um Audi A6 - que lhe foi apreendido e mais tarde devolvido - ou de um Volkswagen. Era nestas duas viaturas que transportava as mulheres para os vários bares em Sesimbra, Setúbal e até no Algarve.

Os arguidos tinham ainda o cuidado de rodar as mulheres por vários bares a fim de evitar que elas se apaixonassem por clientes e acabassem por abandonar aquela vida profissional.

No processo, que contou com a colaboração da Divisão de Investigação Criminal da PSP e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, constam várias escutas de conversas telefónicas mantidas entre o agente da PSP e os donos dos bares. Numa delas, um dos arguidos telefona-lhe de uma cabina telefónica e trata-o por "Padrinho".

Também nas mensagens escritas captadas verifica-se que uma das mulheres telefona ao agente da PSP desesperada por não ter dinheiro, revelando que precisava que lhe pagassem a Segurança Social. "Sou só um agente que aparece para receber ou trocar as mulheres de casa. Também tenho um filho e muita conta para pagar", respondeu-lhe o polícia.

Na investigação foram ainda detectados casos de tráfico e consumo de droga dentro dos bares de strip. Nalguns deles, as mulheres eram reconhecidas por trazer um bolsa - onde guardavam os preservativos - na mão. Havia sempre zonas reservadas aos actos sexuais e cujo acesso era pago ao balcão. Nalguns estabelecimentos, os clientes podiam comprar uma garrafa de champanhe por 150 euros, tendo depois direito aos serviços sexuais.

No final do inquérito, o MP optou por acusar o polícia e seis outros arguidos - alguns donos de bares - de lenocínio agravado. Foi ainda acusada de lenocínio uma mulher que serviria de intermediária entre o polícia e as prostitutas. O crime de lenocínio, ou seja, de incentivo à prostituição, é punível até cinco anos de cadeia.

O agente principal L.M. prestava serviço na messe da PSP dos Olivais quando foi detido. A Direcção Nacional da PSP decidiu suspendê-lo por três meses. L.M. encontra-se novamente de serviço, segundo apurou o DN. O carro Audi foi-lhe devolvido por não ter sido provado que tenha sido comprado com o dinheiro angariado através da rede de prostituição.

O processo disciplinar só será concluído após julgamento.

DN