So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Primeira pagina - parte 1

Empresa lança calendário sexy para vender caixões

Uma empresa de caixões da Polónia lançou polémica ao lançar um calendário 2011 com modelos usando lingeries sexy enquanto posam para fotos que lembram cenas de filmes como a saga James Bond.
Numa das imagens que ilustra o calendário, um homem segura uma metralhadora enquanto força um suposto amante da sua mulher a entrar no caixão. Ajoelhada, em lingerie, a mulher implora para o marido não matar o amante.

O calendário originou por parte de vários padres polacos. «Isto é simplesmente de mau gosto e chocante. A morte não é sexy e as conotações apresentadas neste calendário são preocupantes», disse o padre Tadeusz Rybnik, segundo o site britânico «Orange News».

A empresa «Bartek Lindner» espera vender mais de 3 mil cópias do calendário.

TVi24

Google lança pesquisa "mais rápida e interactiva"


Google lança pesquisa "mais rápida e interactiva"
A nova funcionalidade está disponível a partir de hoje e chegará nos próximos dias a todos os países com página Google.


A Google anunciou hoje o lançamento do "Google Instant Previews", uma nova "ferramenta de pesquisa" que permite prever de forma "mais rápida e interactiva" o conteúdo de páginas Internet.

Os utilizadores que utilizem a nova ferramenta da Google "têm cinco por cento de mais hipóteses de ficarem satisfeitos com os resultados" da pesquisa, revelou o criador da funcionalidade, Raj Krishnan.
"A Google está muito interessada em velocidade", afirma o criador do "Google Instant Previews", que sublinha que a nova ferramenta permite uma "maior interactividade" com os utilizadores e "vai para além do texto", num modelo "parecido ao de uma revista".

A ferramenta hoje lançada vai mais além: os resultados que aparecerão na pesquisa são pré-visualizados passando o rato por cima da página pretendida, o que poderá ser particularmente útil em pesquisas de tabelas, listas e imagens, por exemplo.

DN

Português cria primeiro fígado em laboratório

Português cria primeiro fígado em laboratório
Pedro Baptista espera conseguir fazer um transplante em humanos daqui a cinco a dez anos. Hepatologistas dividem-se quanto à funcionalidade do órgão agora criado

Um investigador português é o líder da equipa que promete revolucionar o transplante de fígado. Pedro Baptista criou pela primeira vez em laboratório um fígado humano. Para já só tem 2,5 centímetros e pesa pouco mais de cinco gramas, mas o objectivo agora passa por descobrir a fórmula para o fazer crescer.
"Se as coisas correrem bem nas experiências com os ratos, ou seja, se o órgão tiver a função que nós esperamos, então começaremos a tentar aumentar o seu tamanho e o transplante numa espécie maior", explicou Pedro Baptista, que publicou a sua investigação no jornal Hepatology. O investigador realçou ainda que "este é um passo importante para os doentes porque são os primeiros fígados alguma vez feitos em laboratório que têm a função de um fígado humano".

Pedro Baptista, de 33 anos, está a trabalhar nos Estados Unidos, no Instituto de Medicina Regenerativa da Universidade de Wake Forest, na Carolina do Norte. Este instituto tem-se destacado nesta área e foi nos seus laboratórios que foi criado o primeiro órgão implantado em humanos, nomeadamente, a bexiga.

Com o problema de falta de órgãos para transplante a aumentar, com grande incidência no fígado, "esta descoberta de Pedro Baptista é muito relevante" na opinião do médico Manuel Guilherme Macedo. O hepatologista espera que se torne realidade o objectivo de criar um fígado que possa ser transplantado, mas salientou que já houve projectos em que houve grande entusiasmo mas que depois não se concretizaram.
"Com este avanço passa a existir um modelo para que se possa testar a toxicidade de novos fármacos no fígado. Será uma forma de optimizar esta investigação", disse ao DN o especialista. Isto é, pode ser uma forma de evitar testes em humanos e Pedro Baptista confirma que este é um dos primeiros objectivos da sua investigação, já que o ter um fígado pronto para transplante pode demorar cinco a dez anos, na perspectiva do português.

"Para o metabolismo de drogas e de toxicidade de químicos faz mais sentido usar este tipo de tecido, com células humanas, do que os tecidos de células animais, porque nem sempre os órgãos animais metabolizam as drogas e os químicos da mesma maneira do que os humanos", referiu o investigador de 33 anos.

O hepatologista Rui Tato Marinho mostra-se mais céptico quanto à possibilidade de se conseguir criar um fígado para ser transplantado, mas referiu ao DN que esta investigação poderá ser importante para ajudar os doentes a ganharem tempo enquanto esperam pelo transplante de um órgão verdadeiro (ver entrevista).
Mas Pedro Baptista avisou em declarações à Lusa: "Enquanto não tentar o transplante, que é o que estou a fazer, não vou arredar pé daqui [do instituto]."

DN

Guarda de palácio londrino perde paciência e grita com turistas

Os guardas dos palácios britânicos são conhecidos pela sua postura irrepreensível. Parecem homens-estátua, mas não são. Que o digam um grupo de turistas alemães que assistiram a um deles a perder a paciência e gritar-lhes para se afastarem.

De acordo com o jornal «Evening Standard», o caso registou-se no Palácio de St. James quando dois rapazes posavam ao seu lado para tirar uma fotografia. «Afastem-se do guarda da rainha», gritou-lhes, de metralhadora na mão.

Uma fonte do Ministério da Defesa explicou ao jornal: «Estes guardas realizam um longo e duro trabalho. Se as pessoas interferem com esse trabalho eles têm o direito de lhes dizer para se afastarem».


TVi24

Obama insuflável faz sucesso em feira erótica da China

Um boneco insuflável de Barack Obama está a fazer sucesso numa feira erótica na China. Numa altura em que a popularidade do presidente dos Estados Unidos anda uma pouco em baixo por terras de Tio Sam, Obama foi homenageado no 8º Festival da Cultura do Sexo, em Guangzhou, na China.

Vestidinho com um fato azul e uma gravata encarnada, ostentando um sorriso alvo que o o caracteriza, o Obama insuflável está exposto juntamente com outras bonecas... cheias de ar. E o sucesso é estrondoso: o boneco de Obama já atraiu milhares de pessoas.

De acordo com o jornal britânico «The Telegraph», o boneco de Obama foi fotografado por uma agência noticiosa estatal chinesa e já correu o mundo, através da Internet. E a polémica já se instalou em fóruns de discussão: se há quem pergunte como é possível brincar-se desta maneira com o presidente dos Estados Unidos, há quem pergunte se não é possível um boneco semelhante com a cara de Mao Tse-tung.

O boneco foi produzido apenas para a feira erótica e o porta-voz da empresa que o fabricou garante que não há qualquer intenção de o comercializar, apesar de não fechar completamente a porta.

TVi24

Marido apanha mulher na cama com padre e filma tudo

O padre José Antonio Boitrón Solano está literalmente em maus lençóis. O pároco da igreja Medalha Milagrosa, em Trujillo, no Peru, foi apanhado na cama pelo marido da mulher com quem mantinha relações sexuais.

O flagrante foi filmado pelo marido traído e teve honras de noticiário na televisão peruana, escreve o jornal brasileiro «Globo». O vídeo está no Youtube.

Teolinda Altamirano, empregada doméstica na paróquia e entretanto despedida, encontra-se grávida de quatro meses e a criança será filha do padre. A mulher alega que o padre a obrigava a ter relações sexuais com ele.

Apanhado pelas câmaras, o padre, que ainda celebra missa na igreja, desabafou: «Fizeram-me uma armadilha».



video

TVi24

Primeira pagina - parte 2

Primeiros agricultores europeus eram do Leste

Primeiros agricultores europeus eram do Leste
Estudo genético de 22 corpos com 7100 anos de uma das primeiras comunidades agrícolas da Europa mostrou que eram oriundos do Médio Oriente


O enigma subsistia há muito e, à falta de certezas, antropólogos e arqueólogos aceitavam como boa a tese de que os primeiros agricultores europeus emergiram há cerca de oito mil anos entre as populações de caçadores-recolectores que por aqui andavam e que aprenderam rapidamente a lavrar a terra, misturando-se com os agricultores vindos do leste. Mas, afinal, não terá sido bem assim.

Um estudo genético publicado ontem na revista científica PloS Biology mostra que esses primeiros agricultores europeus eram mesmo oriundos do Médio Oriente. Foi depois, a pouco e pouco, que se misturaram com as populações que já existiam no continente europeu.

Um grupo internacional de investigadores coordenado por especialistas no estudo de ADN (informação genética) antigo da universidade australiana de Adelaide analisou o ADN de 22 corpos com mais de 7100 anos, provenientes de túmulos adjacentes a uma das primeiras comunidades agrícolas europeias, que foi descoberta junto a Derenberg, perto de Berlim.

O facto de estarem disponíveis amostras de 22 indivíduos permitiu caracterizar geneticamente, com um rigor sem precedentes, uma única comunidade, reforçando assim os resultados do estudo.

Nas suas análises, os investigadores usaram o ADN mitocondrial (que existe numa estrutura celular chamada mitocôndria e que apenas é transmitido por via materna). Este tipo de material genético é muito utilizado nestes estudos por duas razões: primeiro porque permite realizar muito mais cópias do material genético do que o ADN nuclear (contido no núcleo da célula) e depois porque é possível fazer comparações utilizando toda a sequência do genoma mitocondrial.

"Resolvemos finalmente o enigma de quem foram os primeiros agricultores na Europa. Eles eram invasores que vinham do Médio Oriente com ideias revolucionárias e não as populações do Neolítico de caçadores-recolectores que já viviam nesta região", explicou o coordenador do estudo, Wolfgang Haak, da Universidade de Adelaide.

"Conseguimos utilizar novos métodos de obtenção de ADN antigo para construir um perfil genético muito pormenorizado desta população agrícola primitiva e percebemos que esse perfil é radicalmente diferente do perfil genético das populações nómadas que já existiam na Europa", sublinhou o mesmo investigador.
Além desta novidade, o estudo permitiu ainda estabelecer a potencial rota que estes agricultores do Leste tomaram através da Europa.

De acordo com estudo ontem publicado, eles vieram do Médio Oriente e da Anatólia, onde a agricultura nasceu há 11 mil anos, através do sudeste europeu e da actual Hungria até à Europa central. E daí para o sudoeste europeu.

DN

Morreu o "Senhor do Adeus"

Morreu o "Senhor do Adeus"
João Manuel Serra morreu aos 79 anos. Ficou conhecido por cumprimentar toda a gente que passava na zona do Saldanha

João Manuel Serra, o "Senhor do Adeus", morreu ontem aos 79 anos. João ficou conhecido dos lisboetas por todas as noites acenar aos carros e às pessoas que passavam perto da zona do Saldanha, sempre com um sorriso estampado na cara e impecavelmente vestido.

Esta era a fórmula do "Senhor do Adeus" para afugentar a solidão. "Essa senhora é uma malvada, que me persegue por entre as paredes vazias da casa. Para lhe escapar, venho para aqui. Acenar é a minha forma de comunicar, de sentir gente", disse numa entrevista à revista "Única", do Expresso.

"Venho para a Praça Duque de Saldanha desde que fiquei nas mãos de não ter ninguém. Nasci aqui perto, na casa da minha avó. Um palacete bonito que o Calouste Gulbenkian quis comprá-lo. A vida dá estranhas voltas, o meu destino é acenar a quem me cumprimenta. Estou sujeito a que me chamem maluco, mas não me importo. Da minha solidão sei eu", acrescentou.

João Manuel Serra era um amante de cinema. E todos os domingos ia ao El Corte Inglés assistir a um filme na companhia de Filipe Melo, músico de jazz e realizador, e Tiago Carvalho. Posteriormente, João Serra fazia um comentário do filme no blogue "O Senhor do Adeus".

"Soube agora que o meu grande amigo João Serra, o famoso Senhor do Adeus, faleceu. Conheci-o há cerca de 7 anos e desde então fomos todos os domingos ao cinema - O João, o Tiago Carvalho e eu. Ficámos todos muito próximos e os domingos à noite eram o oásis da nossa semana", escreveu o realizador no seu blogue.

"Todos os dias, o João dizia adeus às pessoas. Era assim que assim fazia as pessoas felizes e que as pessoas lhe retribuíam essa felicidade. Era um dos meus melhores amigos, e terei muitas saudades das nossas idas ao cinema e de o ver a sorrir e a trazer alegria a todos os que o rodeavam. Como dizia o João: 'Até sempre!'", acrescentou Filipe Melo.

No cinema, João Manuel Serra participou no filme  "I'll See You In My Dreams", projecto de Filipe Melo, e na televisão na série "Mundo Catita". A figura do 'Senhor do Adeus' esteve igualmente presente na banda desenhada, nas "Aventuras de dog Mendonça e pizzaboy", de Filipe Melo e Juan Cavia.

O 'Senhor do Adeus' inspirou uma música do mais recente disco do fadista Marcos Rodrigues, 'Tantas Lisboas', chamada "O Homem do Saldanha", com letra de Boss Ac, música de Tiago Machado e interpretada por Carlos do Carmo e Marco Rodrigues (ver vídeo em baixo).

O último filme que viu foi 'A Rede Social', de David Fincher, no passado domingo.
Para aceder ao blogue do "Senhor do Adeus" clique aqui.


video

video

DN

Depois do filho único... o cão único

Trinta anos depois do início da política do filho único na China, as autoridades de Xangai querem adoptar agora a política do cão único. O aumento do número de animais domésticos em Xangai, cidade com 20 milhões de habitantes, tem preocupado as autoridades.

Apesar de flexibilizada, a nova lei proibiria as famílias de Xangai te ter mais de um cão de estimação, de acordo com o site da «Globo».

Segundo dados oficiais, Xangai tem 800.000 cães, mas apenas 25% deles estão registrados correctamente.

TVi24

Quando o telejornal faz rir

Quando o telejornal faz rir
Aconteceu nos EUA: um meteorologista de um canal televisivo do Texas foi apanhado de surpresa quando a tempestade que ele estava a apontar no ecrã tinha a forma de... um pénis. Um momento embaraçante a que nenhum profissional de TV está livre


O Diário de Notícias falou com jornalistas que já passaram por momentos deste género. E eles explicam como lidaram com a situação: com muitas gargalhadas.

Veja aqui a situação nos EUA.

E veja algumas das hilariantes gafes que foram para "o ar".

video



DN

Ser vivo com maiores testículos é... o gafanhoto

A criatura que tem os maiores testículos em relação ao seu tamanho é um insecto, uma espécie comum do gafanhoto, revela um estudo publicado esta quarta-feira no jornal da Royal Society.

De acordo com a Lusa, o Platycleis affinis tem uns testículos que representam quase 14 por cento da sua massa corporal. Comparativamente a um homem adulto, isto significaria pelo menos dez quilos.

«Não queríamos acreditar no tamanho dos seus órgãos. Davam a impressão de ocupar todo o abdómen», disse Karim Vahed, especialista em ecologia comportamental da Universidade de Derby.

O Platycleis affinis ultrapassa, de longe, as outras 20 espécies de gafanhotos estudadas pelos investigadores britânicos.

Outra conclusão é que as dimensões fora do normal não permitem ao insecto produzir mais esperma quando fecunda uma fêmea, ao contrário do que geralmente se assume na evolução das espécies.

De facto, os testículos tendem a ser mais volumosos entre as espécies cujas fêmeas têm mais parceiros, o que permite ao macho que produz mais esperma ter uma vantagem em relação aos seus rivais, uma vez que têm mais possibilidades de fecundar a fêmea e reproduzir-se.

TVi24

Oliveira do Hospital : até o cemitério paga taxa de audiovisual

O presidente de uma pequena freguesia do concelho de Oliveira do Hospital interrogou-se esta segunda-feira se será para as «sessões da meia-noite» a cobrança de taxa de audiovisual pela EDP numa ligação eléctrica para o cemitério.

«Taxa de audiovisual» no Cemitério. Será humor negro, engano ou é mais um «roubo institucionalizado», questionou em comunicado o autarca de Vila Franca da Beira, João Dinis, de acordo com a Lusa.

«É um absurdo, uma coisa insólita. É um roubo institucionalizado», sustentou o presidente da junta de freguesia, frisando que a situação assume maior relevância num momento em que a autarquia se vê confrontada com um corte de 8,6 por cento na transferência do Orçamento de Estado para 2011.

João Dinis admite que possa haver algum cemitério, nomeadamente em Lisboa, que tenha uma sala de recepção com televisor, mas não o de uma pequena freguesia do interior, como a sua, com cerca de 500 eleitores.

Cemitério paga taxa
TVi24