So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Amadora recebia droga da Holanda

Amadora recebia droga da Holanda

A PSP deteve cinco traficantes. Os bairros "problemáticos" são palco de tráfico internacional de droga.

Três homens e duas mulheres, entre os 37 e os 47 anos, foram detidos pelo crime de tráfico de estupefacientes numa operação levada a cabo pela Divisão Policial da Amadora, anunciou ontem o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP. A droga era proveniente da Holanda e destinava-se a ser distribuída em diversos bairros da Amadora.

Segundo o último relatório de Segurança Interna, cada vez mais estes chamados "bairros problemáticos" são utilizados como palco de redes internacionais de tráfico de droga e até de armas. Por isso, as autoridades dão especial atenção à criminalidade relacionada com estas zonas urbanas.

Um fonte policial admitiu ao DN que esta "rota", a partir da Holanda, tem sido "bastante referenciada" em investigações, sendo este país um dos pontos mais importantes de entrada na Europa.

Na investigação da PSP, que teve início há cerca de nove meses, as escutas às comunicações dos suspeitos foram determinantes para conseguirem apanhá-los em plena acção.

A operação decorreu entre as 10.00 de segunda-feira e as 03.00 de ontem. Em conferência de imprensa, a subcomissária Carla Duarte disse que a operação foi desencadeada pela "intercepção de uma viatura proveniente da Holanda suspeita de transportar produto estupefaciente" na Azinhaga das Lameiras, em Lisboa. A droga, 3047 gramas de heroína e 1795,11 gramas de produto indeterminado, estava escondida "por baixo do pneu suplente" do veículo. A heroína apreendida era suficiente para mais de 42 mil doses individuais. Na viatura, encontrava-se apenas um dos cinco detidos, um cidadão de nacionalidade portuguesa, responsável pela condução da mesma.

A PSP efectuou ainda 16 buscas domiciliárias no Bairro da Cova da Moura, na Damaia, na Reboleira, na Brandoa e em São Marcos, zonas a que se destinariam os estupefacientes traficados. Das buscas, resultou a detenção do chefe do grupo, um homem de 44 anos de nacionalidade cabo-verdiana e em situação legal, e de três outras pessoas de nacionalidade portuguesa. Dos detidos, apenas o cabecilha já "possuía antecedentes criminais pelo mesmo ilícito, tendo já cumprido pena de prisão".

Durante as buscas foram ainda apreendidos 5915 euros em notas do Banco Central Europeu, 48,80 gramas de produto estupefaciente suspeito de ser cocaína, 11 munições de 9 mm, um gás-pimenta, 50 peças de ouro, que serão o produto de "actos ilícitos", 17 telemóveis e uma balança de precisão.

Esta operação foi o culminar de "uma investigação que durava há cerca de nove meses, levada a cabo pela Esquadra de Investigação Criminal da Amadora com a colaboração do Departamento de Investigação Criminal da PSP". Na sua origem esteve a "recolha de informação" por parte dos "elementos policiais" que, posteriormente, elaboraram um relatório e foram acrescentando informação. De destacar que o "chefe do grupo já era bastante conhecido", estando, por isso, a ser investigado "há bastante tempo".

Hoje vai ser presente, tal como os restantes detidos, ao Tribunal de Instrução Criminal da Amadora, para primeiro interrogatório.

DN

Sem comentários: