So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Videojogos descobriram um novo adversário: as alterações climáticas

Videojogos descobriram um novo adversário: as alterações 
climáticas
'Fate of the World' é um videojogo de estratégia que, usando dados reais dos modelos climáticos e opiniões de cientistas de renome, pretende alertar para o perigo das alterações climáticas. Jogo saiu agora em fase de testes e já está disponível para 'download' no 'site' da Red Redemption


Dizer a alguém para "se levantar da cadeira e mexer-se" costuma ser um pedido de acção a favor de diversas causas. Mas agora há maneira de estas pessoas se defenderem e permanecerem sentadas: podem dizer que estão a treinar para salvar o mundo num dos diversos jogos de computador que pretendem alertar para os problemas ambientais. O mais recente chama-se Fate of the World (Destino do Mundo), e o objectivo de jogo é não deixar que o aquecimento global destrua o mundo. Os criadores garantem que depois de o jogar vai querer "levantar-se e agir".

Para que o mundo seja salvo das alterações climáticas, o jogador assume o controlo de uma organização ambiental internacional. Através de diferentes cenários, vão sendo exploradas opções como a geoengenharia e as fontes alternativas de energia, para se conseguir salvar o planeta. No caminho para a "salvação", o jogador terá de lidar com a subida das temperaturas, esgotamento dos recursos naturais e o aumento da população, num espaço temporal que vai até aos próximos 200 anos. A ideia veio de um jogo que tinha sido feito pela mesma empresa, a Red Redemption, para o site da BBC, em que o jogador tentava chegar a 2100 mantendo as emissões de gases num nível seguro, sem comprometer a economia. Segundo Jeff Ramos da Games For Change (GFC), organização que pretende usar o impacto dos videojogos a favor das mudanças de mentalidades, estes jogos são o caminho para aumentar a consciência global acerca destes problemas.
"Há cada vez mais dados acerca da influência destes jogos e da capacidade de ensinarem certas habilidades, promover acção no mundo real e até alterar comportamentos", disse ao DN o gestor de Conteúdos e Comunidade da GFC.

Os jogos que pretendem promover a consciência social e ambiental não são uma ideia nova. Neste Fate of the World , o jogador lida com dados de modelos climáticos reais e com opiniões de cientistas e economistas britânicos e norte-americanos.

Gobion Rowlands, presidente da Red Redemption, explicou, ao jornal britânico Guardian, que o jogo foi inspirado pelo desejo de tornar o tema das alterações climáticas mais acessível. "O que gosto neste jogo é que permite às pessoas que experimentem, num mundo idealizado, claro, o tipo de decisões que teremos de confrontar. Ainda torna claro que não existem respostas fáceis", diz.

"A diferença entre um jogo de impacto social e os meios tradicionais - livros, documentários, peças de teatro, etc. - é que sobre o mesmo assunto estas são todas experiências passageiras. Mas nos jogos pode-se 'calçar os sapatos' de uma perspectiva diferente e fazer escolhas significativas", acrescenta Jeff Ramos.

DN

Sem comentários: