So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Vingança em noite mágica com quatro 'olés' à portuguesa

Vingança em noite mágica com quatro 'olés' à portuguesa
Ronaldo abriu o baile, Nani dançou e a equipa humilhou  a campeã do mundo e da Europa. Paulo Bento conquistou o povo

Uma noite mágica, sublime e inesquecível da selecção portuguesa que humilhou a equipa espanhola, "apenas" a campeã do mundo e da Europa. O resultado final foi 4-0, mas podia ter sido 5-0, não fosse o árbitro francês ter invalidado (mal) uma obra-prima de Cristiano Ronaldo. A goleada à rival Espanha, com quem houve muitos encontros e desencontros em tantos séculos de história, foi a melhor forma de assinalar o Centenário da República.

Mais. A vitória esmagadora e a exibição da equipa das quinas acabou com o fantasma recente de uma equipa coitadinha que tinha de ter todas as cautelas para não perder. Foi assim no Mundial 2010, em que Portugal foi eliminado pela Espanha. Aliás, Ronaldo pareceu mesmo querer vincar essa ideia ao iniciar o jogo a toda a velocidade, com malabarismos e fantasia que irritaram especialmente Sergio Busquets, que parecia vir com indicações para lesionar a estrela portuguesa... afinal há um Barcelona-Real Madrid no dia 29.

Só que nem isso tirou força à selecção que chegou ao intervalo a vencer por 1-0, graças a um golo de Carlos Martins, após mais uma pequena maravilha de CR7. Uma vantagem merecida, apesar de os espanhóis terem tido boas oportunidades para marcar. Não o fizeram e, no segundo tempo, sem o cérebro Xavi e o génio de Iniesta, os campeões do mundo perderam o rumo. É verdade que Ronaldo também ficou no balneário, mas Paulo Bento deixou em campo Nani, que motivado pelo 24.º aniversário, destroçou o que restava da armada espanhola, bem acompanhado por Moutinho e Postiga. O avançado do Sporting aproveitou um passe do extremo do Manchester para marcar de calcanhar a Casillas. Fabuloso!

Seguiu-se mais um de Postiga e a fechar outro de Hugo Almeida, perante os olés que tornavam cada saída de Portugal para o ataque um pesadelo para o guarda-redes Casillas, que não contou com a namorada Sara Carbonero junto à baliza. Foi um final apoteótico a merecer estádio cheio, tendo ficado a certeza que Paulo Bento já reconquistou o povo após dois anos de angústia.

Veja o vídeo do golo anulado a Cristiano Ronaldo:


Veja aqui os golos de Portugal
 
 
 
 
 
DN

Sem comentários: