So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Taxa de desemprego sobe para 10,9%. Novo recorde

A taxa de desemprego em Portugal subiu para 10,9%, no terceiro trimestre do ano, um novo valor recorde.

O número de desempregados passou a barreira das 600 mil pessoas, o valor mais alto desde que há registo, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Trata-se de uma subida de 1,1 pontos percentuais face ao período homólogo e de 0,3% pontos face ao segundo trimestre do ano.

O valor compara com os 10,6% registados no último trimestre e com os 9,8% assinalados no mesmo período do ano passado. Esta taxa - agora registada - é a mais alta desde o início da série do INE, que começa em 1998.

Há agora mais de 609 mil desempregados no País, mais 11,3% do que há um ano. Em relação ao trimestre anterior, o acréscimo é de 3,3%.

Já a população empregada cifra-se em 4 963,6 mil pessoas, menos 54 mil do que há um ano e menos 28 mil face aos três meses anteriores.

Ministra mantém meta para este ano

A ministra do Trabalho reagiu entretanto a estes valores, considerando que a taxa não implica uma revisão da meta para 2010 e lembrou que o crescimento neste período é habitual. «Neste momento, não», afirmou a ministra, quando questionada pela Lusa sobre se o aumento de 0,3 pontos percentuais na taxa de desemprego do segundo para o terceiro trimestre implica uma revisão das metas para 2010, que são de 10,6 por cento.

«Vamos ver o comportamento até final do ano, [até porque] os dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional mostram que houve uma queda das entradas no desemprego em Outubro, e a conclusão que tiramos, ao longo do ano, é que existe alguma volatilidade na forma como o desemprego evolui positiva e negativamente, [por isso] é prematuro dizer que vamos rever as metas», afirmou a ministra do Trabalho.

Desemprego de longa duração continua a subir

De acordo com o INE, a taxa de desemprego dos homens foi de 9,6% e a das mulheres chegou aos 12,4%. Ambas subiram, face ao trimestre homólogo [0,5 e 1,8 pontos respectivamente] mas apenas a das mulheres aumentou face ao trimestre passado.

Os mais jovens e os portugueses com mais de 45 anos continuam a ser os mais afectados por este flagelo. Houve um aumento «do desemprego de indivíduos com 45 e mais anos [20,6 mil indivíduos] e dos jovens entre os 25 aos 34 anos [18,8 mil]», explica ainda o INE.

Também o desemprego de longa duração subiu 33,9% face ao período homólogo, enquanto o número de pessoas inscritas há menos de um ano caiu 7,6%.

Por regiões, o Norte continua a liderar com uma subida [do desemprego] de 13,2% e o Algarve regista um acréscimo de 12,8%.

Apesar de a taxa ter atingido um valor histórico, a subida foi a menor observada nos últimos dois anos entre o segundo e o terceiro trimestres.

De acordo com os dados do INE, a taxa de desemprego entre Julho e Setembro aumentou 0,3 pontos percentuais face ao trimestre anterior, quando em 2009 a variação tinha sido de 0,7 por cento e em 2008 de 0,5 por cento.

Em termos homólogos, a taxa de desemprego aumentou 1,1 pontos percentuais no terceiro trimestre deste ano e 2,1 pontos percentuais em igual período de 2009, enquanto em 2008 tinha recuado 0,2 pontos percentuais.


TVi24

Sem comentários: