So faltam meses, dias, horas, minutos, e segundos para o ano 2012

Madeleine

Banner1
Click here to download your poster of support

Radio Viseu Cidade Viriato

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Chinês de quatro anos pesa 62 quilos


Nasceu como um bebé normal de 2,6 quilos. Quatro anos depois, Lu Zhihao pesa 62 quilos e tem um índice de massa corporal acima do que é considerado obesidade mórbida. Menino chinês começou a engordar descontroladamente aos três meses.

 
foto REUTERS
Chinês de quatro anos pesa 62 quilos
 

Tem quatro anos e mal consegue pontapear uma bola de futebol devido ao excesso de peso. Numa altura em que deveria estar a brincar com outras crianças da mesma idade, Lu Zhihao sofre para acompanhar os seus colegas de escola nas actividades físicas e costuma reclamar das "pequenas" porções de comida que lhe são servidas.

Aos quatro anos, Zhihao mede 110 centímetros e pesa 62 quilogramas, quando o peso ideal de uma criança da mesma idade é de cerca de 17 quilos.

Os pais da criança, habitantes da província de Guangdong, China, não sabem explicar porque o filho engordou tanto a partir dos três meses.

 
foto REUTERS
Chinês de quatro anos pesa 62 quilos
 

Preocupados com o estado de saúde do filho e com a possibilidade do menino sofrer "bullying" na escola, a mãe, Chen Yuan, e o pai, Lu Yucheng, procuraram ajuda em diversos hospitais da região.

Um dos médicos que atendeu o menino levantou a hipótese de Zhihao ter um tumor no cérebro que causaria o distúrbio alimentar, hipótese rechaçada por outros hospitais.

Alguns especialistas atribuem a obesidade do menino a uma desordem genética, a uma mutação no gene que regula o controlo do apetite. No entanto, Zhihao realizou alguns exames que mostram níveis hormonais dentro do normal.

 
foto REUTERS
Chinês de quatro anos pesa 62 quilos
 

A obesidade mórbida do miúdo pode estar ligada aos seus "péssimos" hábitos alimentares, dizem outros especialistas. Zhihao come três tigelas de arroz ao jantar e pede sempre para repetir. Mas os pais afirmaram que a criança continua a engordar mesmo quando a alimentação é restringida.

"A nossa maior esperança é de que, um dia, Lu fique magro", disse o pai ao jornal "Daily Mail".


JN

Sem comentários: